Cavalo aprova casamento com sorrisão

A americana Patti Womer, apaixonada por cavalos e rodeios, não teve dúvidas de levar seus cavalos Criquet e Duquesa ao casamento. E o fotógrafo Tony Bendele fez uma flash que bombou nas redes sociais. “Quando eu vi a foto no dia seguinte, foi tão inesperado…”, disse a noiva.

No domingo, a página Love What Matters compartilhou a história de Patti e do cavalo sorridente — e ela é emocionante: “O meu pai morreu em maio de 2016 após um trágico acidente com trator. Eu e meu pai éramos muito próximos. Nós tínhamos um ótimo relacionamento e nos entediamos muito bem. Antes de comprarmos cavalos, ele era completamente contra; más, após eu começar a cavalgar nos cavalos do vizinhos, nós dois sabíamos que era o caminho certo para nós. … Eles têm uma conexão muito forte e eu os amo muito. Já que os meus cavalos sempre foram uma grande parte da minha vida, eu sabia que precisaria incluí-los!”

Marlon Zanotelli é 3º em a GP 1.60m na Finlândia e Rodrigo Pessoa vence a 1.50m nos EUA

Fechando o 33º Concurso de Salto Internacional 5* de Helsinque na Finlândia, deu Brasil no placar no GP World Cup Qualifier Longines, a 1.60 metro,nesse domingo, 22/10. Montando Celena VDL, uma égua sela holandesa filha de Chin Chin de 10 anos, o cavaleiro top Marlon Modolo Zanotelli garantiu o 3º posto, sem faltas no desempate, em 38s60.

Marlon e Celena VDL em ação na arena indoor do CSI-W de Helsinque

Participaram da disputa 40 conjuntos, dentre os quais 9 habilitaram-se ao desempate idealizado pelo brasileiro Guilherme Jorge, course-designer da Rio 2016. Sagrou-se campeão o holandês Jur Vrieling montando VDL Glasgow Merelsnet, pista limpa, 36s85. O vice-campeonato ficou com o sueco Henrik von Eckerman montando Mary Lou 194, sem faltas, 38s41.

Marlon, 29, maranhense radicado na Europa há cerca 10 anos, defendeu o Brasil nos Jogos Equestres Mundiais 2014 e Jogos Pan-americanos 2015. Em 2011, Mario passou a ser o primeiro cavaleiro da Ashford Farm na Bélgica onde viria a se casar com a amazona sueca Angelica Augusston. Há cerca de um ano, o casal está a frente de um centro de treinamento próprio na Bélgica.

Atualmente, Marlon é o terceiro melhor brasileiro no ranking da Federação Equestre Internacional (com eventos até 30/9) na 54ª colocação, atrás de Pedro Veniss, 36º e Yuri Mansur, 44º. Ao lado de outros nomes grandes nomes do hipismo brasileiro, Marlon está entre os candidatos a uma vaga no Time Brasil de Salto nos Jogos Equestres Mundiais 2018, entre 11 e 23 de setembro, em Tryon (EUA).

E é justamente no Tryon International Equestrian Center que essa semana sediou um Concurso de Salto Internacional 5* da Primavera que o campeão olímpico brasileiro Rodrigo Pessoa venceu a principal prova desse domingo, 22, o Tryon Sunday Classic, a 1.50 metro. Montando Chaganus, um oldenburger de 9 anos, Rodrigo zerou o desempate em 39s865. Dos 43 conjuntos, oito foram a desempate. O norte-americano Quentin Judge com Giorgio van´t Hagenhof foi vice, sem faltas em 40s397. A 3ª colocação foi do belga Nicola Phillppaerts com Aikido Z, pista limpa, 40s542.

Rodrigo e Chaganus: uma dupla em franca ascensão

Atualmente, Rodrigo, 44, mais premiado cavaleiro brasileiro de todos os tempos e que acabou ficando de fora da Rio 2016, também é treinador da equipe irlandesa, campeã europeia 2017. Com novos cavalos, o brasileiro que já liderou o ranking mundial por diversas vezes, pode em breve voltar a integrar as principais equipes brasileiras.

 

Fonte: Imprensa CBH

Artemus de Almeida, líder do ranking brasileiro Senior Top, fatura GP do Haras Agromen

No sábado, 14, o ponto alto do 21º Concurso de Salto Nacional 3* Agromen, em Orlandia (SP), o GP, a 1.50 metro, válido pela 7ª de 9 Etapas do ranking brasileiro Senior Top 2017, teve vitória de Artemus de Almeida apresentando Cassilano JMen, criação da casa e mais uma vez confirmando a liderança do ranking. Artemus e Cassilano JMen, um filho de Calisco JMen e Orame que completa 11 anos no final do mês, garantiram o topo do pódio com duplo zero em 53s10. Sempre entre os primeiros colocados a cada etapa do ranking Senior Top, Artemus e Cassilano também venceram o GP da 5ª Etapa no Internacional do Clube Hípico de Santo Amaro em 10/9.

Artemus de Almeida com seu craque Cassilano JMen ; img arquivo

Participaram da disputa 30 conjuntos e, conforme a regra, os melhores 12 conjuntos dentre os quais 10 sem faltas habilitaram-se à 2ª e decisiva volta. Ao final três conjuntos top do Brasil fecharam com duplo zero nos percursos com armação da course-designer internacional Marina Azevedo. O vice líder do ranking brasileiro senior top e atual campeão brasileiro da categoria Felipe Amaral que estreando a 1.50 metro com sua nova montaria Germanico T, cavalo campeão brasileiro Senior 2017 com o cavaleiro Pedro Matos, garantiu o vice-campeonato, duplo zero, 53s29. Completando a rodada dos conjuntos sem faltas, 53s95, o carioca Marcello Ciavaglia com Conto emplacou em 3º lugar.

O ranking brasileiro Senior Top 2017 é disputado em 9 etapas e chega a sua 8ª Etapa no 69º Aniversário da Sociedade Hípica Brasileira, no Rio de Janeiro, entre 23 e 26/11. O GP é válido como observatória e qualificativa técnica para os Jogos Equestres Mundiais 2018, entre 21 e 23 de setembro, e Jogos Sul Americanos Odesur 2018, entre 26 de maio e 8 de junho na Bolívia, que devido a problemas logísticos e sanitários as provas do hipismo serão disputadas em outro país, a ser oficialmente confirmado em breve. Artemus de Almeida e Felipe Amaral seguem nas duas primeiras colocações do Ranking Brasileiro Senior Top, que terá a nova contagem parcial oficialmente divulgada pela Confederação Brasileira de Hipismo no início da semana.

Ordens de Entrada e Resultados

GP Agromen, 14/10
Campeão Artemus de Almeida / Cassilano JMen – FPH – 0/0/53s10
Vice Felipe Amaral / Germanico T – FPH – 0/0/53s29
3º Marcello Ciavaglia / Conto – FEERJ – 0/0/53s95
4º André Miranda / Charleston JMen – FPH – 0/4/52s31
5º Fabio Sarti / Hercules van Paemel – FPH – 0/4/55s22
6º Rodrigo Chaves Nunes / Rahmannhof´s Canterburry – FPH – 0/4/56s12

Próximas Etapas Ranking Senior Top
CSN– GP Cidade do Rio Janeiro – 23 a 26 de novembro
CSN Top Riders – Sociedade Hípica Paulista – 7 a 10 de dezembro

Imprensa CBH com foto arq Luis Ruas

Nata jovem do Brasil conquista 16 medalhas no Sul-Americano da Juventude 2017 na Argentina

O saldo da nata jovem do hipismo brasileiro no Sul-Americano da Juventude 2017 – FEI South American Championship, entre 2 e 8/10, no Club Hipico Argentino, em Buenos Aires, foi mais que positivo. Na disputa por equipes, o Brasil subiu ao pódio em todas as categorias faturando 8 medalhas: ouro e prata nas categorias Mirim (12 a 14 anos) – 1.20 metro de altura e Pré-junior (14 a 16 anos) – 1.30 metro, ouro e bronze na categoria Junior (14 a 18 anos) – 1.40 metro, prata na Young Riders (16 a 21 anos) – 1.45 metro e bronze na série Extra Internacional Pré-mirim (10 a 12 anos) – 1.10 metro.

Times Brasil a postos no desfile das equipes

Na disputa individual não foi diferente com nada menos que 8 medalhas individuais: Felipe Ferreira, ouro na categoria Pré-mirim, Maithe Marino, Maria Luiza Martha Vieira e Henrique Maranhão, ouro, prata e bronze na Mirim, e ouro e bronze Junior, respectivamente, de Pedro Backheuser e Thales Marino, ouro e prata na categoria Pré-junior com Sarah Pimenta da Costa e Juliana Salles Almeida.

O pré-mirim Felipe Ferreira com CS Witch garantiu a primeira medalha individual pelo Brasil

Acompanharam a delegação do Brasil Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) no ciclo olímpico 2017 a 2020, Caio Sérgio de Carvalho, coordenador das categorias de base da CBH, Pedro Paulo Lacerda, diretor de salto da CBH, Valdir Araujo, gerente esportivo da CBH, treinadores particulares, veterinários, familiares e torcida.

Ao todo entre equipes e cavaleiros e amazonas competindo no individual 10 países estiveram representados na competição: Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colombia, Costa Rica, Equador, Paraguay, Peru e Uruguay. Sul-Americano da Juventude, evento anual, é a grande base para formação das futuras equipes do Brasil em Jogos Pan-americanos, Mundiais e Olímpicos. A edição 2018 da competição da nata jovem do hipismo Sul-Americano será em Las Condes no Chile, entre 5 e 11 de novembro.

“Parabenizo os nossos atletas, pais, treinadores, veterinários, tratadores e a todos que construíram esse grande resultado. Só tenho a agradecer por fazer parte desta equipe sensacional. Mal terminou já está dando saudade. Que venha o próximo Sul Americano no Chile 2018!”, destacou Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH. Veja a seguir como foram as decisões individuais nas cinco categorias.

Só deu Brasil no Sul-Americano Mirim com Maithe Marino, Maria Vieira e Henrique Maranhão

Na final Mirim, no sábado, 7/10, o Brasil dominou o placar. Sagrou-se campeã a amazona de São Paulo Maithe Carolina de Lima Marino com Donadoni BH que fechou o campeonato com apenas 1 ponto perdido na terceira e última prova. Em 2016, Maithe, vice-campeã brasileira mini mirim 2015 entre outros títulos, foi bronze no Internacional Pré-mirim no Sul Americano da Juventude 2016 na Hípica Paulista.

A campeã Maithe e Donadoni

Dos 27 conjuntos que largaram na categoria Mirim, 17 foram para final individual, entre eles, oito dos 10 brasileiros. Três conjuntos com uma falta foram ao desempate na decisão pelas medalhas de ouro e prata. E só deu Brasil. Maria Luiza da Silva Martha Vieira, a Malu, com Wonder Z, vice-campeã brasileira pré-mirim 2015 entre outras conquistas, foi prata, sem faltas em 32s33. O pernambucano Henrique Maranhão – que em 2016 foi campeão Pré-mirim no Sul Americano em São Paulo – faturou bronze montando Coral Rec Xangô, pista limpa, 33s59.

Festa brasileira no pódio do Sul Americano Mirim

Pedro Backheuser é campeão Sul-Americano Junior 2017 e Thales Marino, bronze

Coube ao Brasil com Pedro Backheuser e Q´Pleasure de Bacon, dupla bicampeã brasileira Junior 2015/2017, o título da categoria no Sul Americano da Juventude – FEI Southamerican Championship, que também teve sua decisão no sábado, 7/10. Liderando de ponta a ponta, o carioca Pedro com Q´Pleasure de Bacon fechou os três dias do campeonato com apenas 6 pontos perdidos (pp) na 2º percurso da última prova.

Pedro Backheuser e Q Pleasure correm para o abraço

Dos 34 conjuntos no Sul Americano Junior, 20 largaram na final incluindo os dez representantes das duas equipes do Time Brasil. Pela Argentina, Richard Kierkegaard com Darwin D´Hyrencour foi prata, 11 pp. A decisão da medalha de bronze teve desempate entre dois brasileiros com 14 pontos perdidos. O paulista Thales de Lima Marino, campeão brasileiro mirim 2015 entre inúmeras outras conquistas, montando Princess Emily arrematou a medalha de bronze, sem faltas, 40s82.

Brasil ouro e bronze com Pedro e Thales

Sarah Pimenta da Costa é ouro e Juliana de Almeida, prata no Sul-Americano Pré-junior

No domingo, 8/10, teve dobradinha verde amarela na decisão individual do Campeonato Sul Americano da Juventude – FEI Southamerican Championship, no Club Hipico Argentino, em Buenos Aires. Sagrou-se campeã a amazona de São Paulo Sarah Azevedo Pimenta da Costa que montando Gentle fechou sem faltas no obstáculos com apenas 3,04 pontos perdidos trazidos da primeira parcial (prova de velocidade).

A campeã Sarah com Gentle Z

Já o vice-campeonato também foi de uma amazona de São Paulo Juliana Salles Amaral de Almeida, campeã do ranking brasileiro mirim 2016, montando Bien Estelle, com 6,61 pontos perdidos, 2,61 na 1ª prova e uma falta no 1º percurso da final por equipes e duplo zero na final. Mateo Guarda com Hermes II, do Chile, foi bronze, 7,10 pp. Outros três conjuntos ficaram entre os top 10 do Sul Americano Pré-junior que teve 33 participantes e oito finalistas brasileiros.

Dobradinha brasileira no Sul-americano Pré-junior com Sarah e Juliana

Felipe Ferreira é o campeão Pré-mirim no Sul Americano

A primeira decisão do Sul Americano da Juventude – FEI Southamerican Championship foi da série Internacional extra Pré-mirim (10 a 12 anos) – 1.10 metro no sábado, 7/10. Sagrou-se campeão o cavaleiro do interior paulista Felipe de Mello Siqueira Ferreira apresentando CS Witch que garantiu mais um percurso sem faltas e no desempate voltou a zerar cravando 25s19.O vice-campeonato e a medalha de bronze foram para Argentina com Benjamin Peña Bruno e MC Linyera e Andres Giacone montando Herme Z, ambos sem faltas, 25s29 e 26s93.

Comemoração no pódio Pré-mirim com Felipe Ferreira, campeão

Dos 59 conjuntos que iniciaram a competição, 34 foram para a prova final, entre eles, oito dos dez brasileiros na categoria. Por se tratar de uma prova Internacional (e não Campeonato a exemplo das séries Mirim, Pré-junior, Junior e Young Riders), a pontuação das duas provas anteriores foi zerada. A 4ª e 5ª colocação ficou novamente com dois jovens talentos brasileiros que também não “triscaram na madeira” durante toda a competição. O cavaleiro de Itu no interior paulista Lucas Gazzola Schincariol com Camberra Ipiranga garantiu o 4º posto em 27s08 e o atual campeão brasileiro Pré-mirim, o paulista Eduardo Coelho Barbara, o Dudu, apresentando Quatour de Coutol foi 5º, 27s39.

Ana Samaia, 7ª colocada, é a melhor brasileira no Sul-Americano Young Riders

Na dificil categoria Young Riders (16 a 21 anos), a 1.45 metro, última decisão individual no Sul-Americano 2017, o Brasil ficou de fora de pódio. Sagrou-se campeã a amazona do Paraguay Silvana Cabral com Toulouse 66 que fechou com 11,84 pontos perdidos, nessa que é categoria de mais alto rendimento antes da Senior Top. A amazona de São Paulo, Ana Brentani Samaia com Escadron van Koekshof em seu primeiro Sul-Americano, computou 24,35 pontos perdidos fechando na 7ª colocação entre 24 participantes.

Ana e Escadron

Placar Final dos medalhistas e melhores brasileiros. Resultado completo – clique aqui.

Final Mirim
Campeã Maithe Carolina de Lima Marino / Donadoni BH – Brasil – 1 pp
Vice Maria Luiza da Silva Martha Vieira / Wonder Z – Brasil – 4 pp – 0/32s33
3º Henrique Maranhão / Coral Rec Xangô – Brasil – 4 pp – 0/33s59
5º João Marcelo Monte Santos / Vip Town – Brasil – 5 pp
7º João Pedro de Almeida Chaves / Calanthus JMen – Brasil – 7 pp
8ºE Philip Greenlees / Premiere Avignon Z – Brasil – 8 pp
12º Monique Hubner Busato / Puertas HJ Dina – Brasil – 12 pp
15º Antonio Johannpeter Cirne Lima / Charmed Guet – Brasil – 16 pp

Final Pré-junior
Campeã Sarah Azevedo Pimenta da Costa / Gentle Z – Brasil – 3,04 pp
Vice Juliana Salles Amaral de Almeida / Bien Estelle – Brasil – 6,61 pp
3º Mateo Guarda / Hermes II – Chile – 7,10 pp
4º Laura Bosquirolli Tigre / Taquin de Ferval – Brasil – 7,27 pp
5º Otaviano Vilaça / Azarro du Sartiau – Brasil – 8,49 pp
9º Lys Katherine Park Kang / Macarena Tok – Brasil – 12,18 pp
14º Raphael Montesano Mari / Gicara 2 -Brasil – 17,49 pp
17º Raphael Halaban / Dito van de Rispen – Brasil – 24,63 pp
18º Gabriel Baptista Braz / GR Helena – Brasil – 34,27 pp

Final Junior
Campeão Pedro Grandi Backheuser / Q´Pleasure de Bacon – Brasil – 6 pp
Vice Richard Kierkegaard / Darwin D´Hyrencourt – Argentina – 11 pp
3º Thales de Lima Marino / Princess Emily – Brasil – 14 pp – 0/40s82
4º Henrique Hardmann Virgolino / ADC Chablis Z – Brasil – 14 pp – 4/37s78
5º Marcelo Gozzi / Caprice VDL – Brasil – 25 pp
7º Gabriele Fontoura Berger / Calandra – Brasil – 26 pp
9º Pedro Malucelli Egoroff / Wangu Cooper – Brasil – 27 pp
11º André Fonseca Moura / Uniroyal de Thieusies – Brasil – 31 pp
13º Leonardo Parzianello Nassif / Lousiania JMen – Brasil – 41 pp
17º Maria Antonia Rosa Pereira / Cherie Premier – Brasil – 49 pp
20º Maria Fernanda Artmam Severo / Zortin Jr – Brasil – 68 pp

Final Young Riders
Campeã Silvana Cabral / Toulouse 66 – Paraguay- 11,84 pp
Vice Martina Campi / Resistire Piam – Argentina – 12,25 pp
3º Diego Alejandro Bedoya Yañez / Chicago Z – Bolívia – 15,37 pp
7º Ana Brentani Samaia / Escadron van Koekshof – Brasil – 24,35 pp
10º Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça / Diamant Z – Brasil – 33,9 pp
11º Nicolle Pantoja Margeotto / Chap Lando Z – 46,22 pp

Final Pré-mirim
Campeão Felipe de Mello Siqueira Ferreira / CS Witch – Brasil – 0 pp – 0/25s19
Vice Benjamin Peña Bruno / MC Linyera – Argentina – 0 pp – 0/25s29
3º Andres Giacone / Herme z – Argentina – 0 pp – 0/26s93
4º Lucas Gazzola Schincariol / Camberra Ipiranga – Brasil – 0 pp – 0/27s08
5º Eduardo Coelho Barbara / Quatour de Coutol – Brasil – 0 pp – 0/27s39
7º Pietra Carolina Manucci Bizzoto / Dona ML – Brasil – 0 pp – 0/28s29
13º Camila Alvares Correa de Siqueira / Pit Bandoulin – Brasil – 0 pp – 4/26s74
16º Nicole Viscellli Oazen Lua / Corlanda II JMen – Brasil – 0 pp – 4/26s74
23º Matheus Esposito Almeida Ribeiro / Goldgirl CHCP – Brasil – 4/59s98
33º Augusto Bonotto Perfeito / Busch van Het Prinsenveld – Brasil – 4/67s45

Zé Roberto Reynoso com Maestro St Lois papa GP dos 69 anos da Hípica de Campinas

Em casa no Concurso de Salto Nacional do 69º Aniversário da Sociedade Hípica de Campinas, o course-designer olímpico Guilherme Jorge está frente a armação dos percursos. No GP/Clássico, a 1.45 metro, José Roberto Reynoso Fernandez Filho, que vem de vitória no GP Indoor na Hípica Paulista em 24/9, mais uma vez levou a melhor. Montando Maestro St Lois, um sela francês de 18 anos e sua montaria em Londres 2012, Zé Reynoso, bicampeão brasileiro senior top 2015/2016, faturou o título sem faltas em 33s12.

Zé Roberto e Maestro St Lois em salto perfeito

Dos 24 conjuntos, somente quatro habilitaram-se ao desempate. Sagrou-se vice-campeão o cavaleiro do interior paulista Bruno Chaves Pessanha montando Transwall Cerise de Muse, pista limpa, 33s96. Já o 3º posto ficou com Bartholomeu Bueno de Miranda Neto, o Totty, apresentando Zambia Mystic Rose, uma falta, 42s10, seguido pelo atual campeão brasieiro Felipe Amaral que montando Hanna Pullman acabou fechando o desempate com 21 pontos perdidos.

Daniela Lemos de Castro Teixeira com Salamandra Climax foi 5ª colocada, trazendo apenas uma falta na primeira passagem. Já o cavaleiro pan-americano uruguaio Marcelo Chirico Ferreira com QH Baloudarc LF foi o mais rápido entre os oito conjuntos com 1 falta na primeira passagem. Todos os seis primeiros colocados representam São Paulo. O GP distribuiu R$ 50 mil em premiação.

Nesse domingo, 1/10, acontecem três provas com destaque para a Copa Ouro, a 1.35 metro, a partir das 14 horas. A entrada é franca.

GP/Clássico – 1.45 metro – 30/9

Campeão José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Maestro St Lois – FPH – 0/33s12
Vice Bruno Chaves Pessanha / Transwall Cerise de Muse – FPH – 0/33s96
3º Bartholomeu Bueno de Miranda Neto / Zambia Mystic Rose – FPH 4/42s10
4º Felipe Amaral / Hanna Pullmann – FPH – 21/52s80
5º Daniela Lemos de Castro Teixeira / Salamandra Climax – FPH – 1/85s29
6º Marcelo Chirico Ferreira / QH Baloudarc LF – FPH – 4/78s58

Ordens de Entrada e Resultados

 

Fonte: Imprensa – CBH

 

Amazona cai do nada após um salto, chuta o cavalo e dá desculpa esfarrapada

Uma amazona caiu de madura no Hampton Classic, em Novo Iorque, é flagrada chutando o cavalo e dá desculpa esfarrapada.”No incidente recente no Hampton Classic, eu tive uma resposta emocional muito inapropriada ao comportamento do meu cavalo, uma que eu jamais havia tido…. ” , leia-se ao “comportamento “. “Me doi ver que eu trouxe uma atenção negativa ao nosso esporte, um esporte que é o mais querido para mim. Por favor aceitem meu pedido de desculpas”, acrescentou Jazz Johnson-Merton, herdeira da marca Johnson & Johnson, que pode ser punida pela Federação de Hipismo dos Estados Unidos.

Assista

Zé Roberto Reynoso Fº com Azrael W vence e entra no hall dos bicampões do GP Indoor SHP

Na noite do domingo, 24/9, o GP World Cup Qualifier e válido pela 6ª Etapa do ranking brasileiro Senior Top, fechou o 27º Concurso de Salto Internacional – CSI-W Indoor, na Sociedade Hípica Paulista. Participaram da 1ª volta 26 conjuntos e os melhores 25% totalizando 7 habilitaram-se para 2ª e decisiva volta: dois com 5 pontos, dois com 4 pontos e dois com 1 ponto e somente um sem faltas. Sagrou-se campeão José Roberto Reynoso Fernandez Filho e seu Azrael W que fechou a 1ª volta com apenas 1 ponto por excesso de tempo e zerou 2ª em 47s05. Com esse resultado Zé Roberto, bicampeão brasileiro senior top 2015/2016, garantiu o bi no Indoor, uma vez que em 2010 venceu o GP com Gina Jmen.

Zé Roberto e Azrael W em atuação espetacular no GP Indoor SHP 2017

“O Indoor é um super concurso e para saltar aqui dentro do picadeiro a gente precisa chegar bem preparado. Acho que o Indoor tem tudo para atrair os principais cavaleiros das Américas, mas é preciso que o Ministério da Agricultura consiga liberar as barreiras sanitárias”, pontuou Zé Reynoso. “Assim ficaria mais fácil formar as principais equipes internacionais em solo brasileiro”, acrescentou o campeão, que defendeu o país nos Jogos Olímpicos Londres 2012. “Parabenizo o comitê organizador e agora vamos comemorar.”

Galope da vitória de Zé Roberto e Azrael W

O vice-campeão do GP foi Marcello Ciavaglia, campeão e vice do GP Indoor em 2015, montando Conto, com um derrube na 1ª volta e sem faltas na 2ª, 58s82. Já a 3ª colocação ficou com André Miranda com Charleston JMen que zerou a 1ª e fechou com uma falta no último obstáculo e 1 ponto por excesso de tempo fechando com 5 pontos, em 54s87.

Marcello e Conto dando show de categoria

Com esse resultado, Artemus de Almeida, atual vice-campeão brasileiro Senior Top, que foi 5º no GP se manteve na liderança do ranking brasileiro Senior Top com 252 pontos. Felipe Amaral, atual campeão brasileiro segue em 2º, 217 pontos, e Zé Roberto que pontuou com sua outra montaria Maestro St Lois,manteve a 3ª posição, 167 pontos.

Um dupla para ninguém botar defeito: Artemus e Cassilliano JMen

O GP distribuiu 120 mil reais em premiação e também foi válido pela penúltima seletiva da Liga Sul Americana para Final da Copa do Mundo 2018, em abril, em Paris.

Para Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo no ciclo 2017 e 2020, “o ranking brasileiro Senior Top é uma sequencia de concursos para que nossos cavaleiros em atividade no país possam se manter no mais alto rendimento. E, sem dúvida, amplia cada vez mais o grupo para formação das equipe brasileiras para principais competições internacionais.”

Romeu Ferreira Leite Jr, presidente da SHP, com a tropa de elite do GP Indoor SHP

GP Indoor SHP
Campeão José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W – BRA – 1/0/ – 1/47s05
Vice Marcello Ciavaglia / Conto – BRA – 4/0- 4/58s82
3º André Miranda / Charleston JMen – BRA – 0/5 – 5/54s87
4º Felipe Amaral / Premiere Charthoes – BRA – 1/8 – 9/46s77
5º Artemus de Almeida / Cassilano JMen – BRA – 4/5 -9/48s20
6º Tiago Mesquita / Ellechin Door – BRA – 5/9 – 14/54s27

Próximas Etapas Ranking Senior Top
CSN Agromen – Orlandia 11 a 15 de outubro
CSN– GP Cidade do Rio Janeiro – 23 a 26 de novembro
CSN Top Rider – 7 a 10 de dezembro (local a confirmar)

Artemus de Almeida fatura Small GP no Indoor SHP, Victoria Medonça é vice e Pedro Egoroff, campeão Hermès Young Talent

Não deu outro. Fazendo jus a excelente campanha na temporada Artemus de Almeida montando Cassillero faturou o Small GP, a 1.40 metro, principal disputa do 27º Concurso de Salto Internacional e Nacional – CSI-W Indoor na Sociedade Hípica Paulista, no sábado, 23/9. A prova também foi válida pela 4ª e última etapa do Hermès Young Talent voltada a jovens talentos entre 16 e 25 anos com vitória do jovem talento Pedro Egoroff.

Artemus e Cassillero mantém incrível sequencia de vitórias

Participaram da prova 58 conjuntos, dos quais apenas cinco habilitaram-se ao desempate no díficil percurso elaborado pela course-designer internacional Marina Azevedo. Penúltimo em pista, Artemus e Cassillero faturaram o título com único percurso limpo em 35s44. Artemus e Cassillero vem de vitória no mini GP do Concurso de 82 anos do Clube Hípico de Santo Amaro há duas semanas e colecionam nada menos que seis vitórias em provas de velocidade ao longo do ano.

Comemoração nota 10

Já o 2º posto ficou a jovem amazona Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça, 18, campeã brasileira young riders 2017 e sul-americana junior 2016, que com sua Una Bella 9 fez a melhor marca, 34s77, mas com uma falta no desempate. Victoria treina com Artemus e já há um bom tempo vem dando trabalho ao mestre e melhores cavaleiros do país.

Victoria e Una Bella 9: uma dupla pra ninguém botar defeito

O cavaleiros da José Luiz Guimarães de Carvalho, vencedor da qualificativa do GP em 22/9, com Colman Cooper e Alberto Assumpção Muylaert e C´est Dorijke emplacaram na 3ª e 4ª colcação, ambos com uma falta, em 35s37 e 38s67. O 5ª posto ficou com o cavaleiro olímpico Stephan Barcha com Zilverstone, dupla vencedora da prova a 1.40 metro em 21/9, que acabou sofrendo uma queda. Em 6º lugar chegou Ivo   Ivo Rosa com Salamandra Quicko que fechou a 1ª volta com 1 ponto perdido por excesso de tempo, 74s74.

Pedro Egoroff, 16, é o campeão do Hermès Young Talent 2017

Realizado em conjunto com a CBH – Confederação Brasileira de Hipismo, o Circuito Hermès Young Talent é aberto a cavaleiros e amazonas entre 16 e 25 anos.As três etapas anteriores aconteceram durante este ano em Curitiba (duas etapas) e São Paulo. Ao final quem levou a melhor foi Pedro Egoroff, 16, campeão do ranking brasileiro Junior 2016 e integrante da equipe Junior no Sul Americano 2017, que montando Wangu Cooper fechou o Small GP com apenas uma falta em 9º lugar. O top goiano que treina em São Paulo Alberto Sinimbu, 20, campeão do Hermès Young Talent 2016 e brasileiro junior 2014 e young rider 2015, foi vice e o jovem talento carioca Victor Luminatti, 3º.

Salto espetacular de Pedro com seu Wangu Cooper

O vencedor do circuito recebe como prêmio dez dias de treinamento com o campeão olímpico brasileiro Rodrigo Pessoa durante o Winter´s Equestrian Festival, em Wellington, na Flórida, contando com passagens aéreas, hospedagem, ajuda de custo e inscrições em janeiro de 2018.

O campeão Pedro e o vice Alberto com Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH, Bel Priori, diretora de Hermès, Ugo Borão, gerente de relacionamento da Hermès Equitação e o cavaleiro Bartholomeu Bueno de Miranda, patrocinado pela Hermès

Classificação Hermès Young Talent 

Campeão Pedro Egoroff – 57,5 pontos
Vice Alberto Sinimbu – 56,5 pontos
3º Victor Luminatti – 50,5 pontos

Nesse domingo, 24, a principal disputa é o GP World Cup Qualifier válido pela 6ª etapa do ranking Senior Top, disputado em duas voltas: a 1ª às a 2ª às 18h00, intercalado com a prova show carro x cavalo com participação do líder da Stock Car Daniel Serra e corrida de pôneis. Ao final tem show do cantor Afonso Nigro.

Serviço

CSI-W e CSN Indoor
Sociedade Hípica Paulista 20 a 24/9
Rua Quintana, 206

Ingressos

Quarta a sexta: 20 a 22/9 – Gratuito
Sábado e Domingo: 23 e 24/9 – R$ 40
Crianças até 3 anos não pagam e até 10 anos: R$ 10

Ordens de Entrada, Resultados e Transmissão ao Vivo

 

Fonte: SHP Imprensa ; fotos: Luis Ruas e Gabriela Lutz

 

Primos Zé Luiz de Carvalho Carvalho e Zé Reynoso fazem dobradinha na qualificativa do GP Indoor SHP

Na noite da sexta-feira, 22/9, a prova internacional a 1.45/1.50 metro válido pelo ranking brasileiro Senior Top no Concurso de Salto Internacional e Nacional – CSI-W Indoor na Sociedade Hípica Paulista teve vitória do top da casa José Luiz Guimarães de Carvalho com Deauville, último conjunto no desempate, sem faltas, em 41s72.

Zé Luiz e Deauville a caminho da vitória

Dos 36 conjuntos cinco fizeram pista limpa e outros cinco fecharam com 1 ponto perdido por excesso de tempo no percurso idealizado pela course-designer internacional Marina Azevedo. Antepenúlitmo em pista, José Roberto Reynoso Fernandez Filho, bicampeão brasileiro senior top 2015/2016, com Azrael W registrou o melhor tempo do desempate, 32s29, mas “amargou” uma falta no último obstáculo. Porém, de qualquer forma, a vitória ficou em família: Zé Luiz e Zé Roberto são primos e fazendo jus a toda a tradição das famílias Reynoso Fernandez e Guimarães de Carvalho no hipismo.

Zé Roberto com seu Azrael W

José Luiz, que vem de um 3º lugar no GP World Cup com sua nova montaria Deauville no Clube Hípico de Santo Amaro em 10/9, busca o bi no GP Indoor, uma vez que em 2016, aos 19 anos, venceu com VDL Olympia Polana. Já Zé Roberto, campeão do GP Indoor 2010 com Gina JMen, também busca o bi.

Zé Luiz recebe os cumprimentos de Romeu Ferreira Leite, presidente da SHP

Em 3º lugar chegou André Americo de Miranda com Charleston Jmen, um derrube, 34s46 e tetracampeão brasileiro senior top Francisco Musa levou Zojasper Império Egípico, cavalo que foi campeão do GP Indoor 2016 com Cesar Almeida, ao 4º posto, uma falta, 34s76.

A 5ª colocação ficou com Fernando Schilkis com Landritter do Feroleto, oito pontos, 37s22. O uruguaio Marcelo Chirico com Acrobat van T Laar Z foi 6º com o melhor tempo entre os cinco conjuntos com ponto perdido. Artemus de Almeida, líder do ranking brasileiro senior top, também garantiu um resultado na 7ª colocação.

O GP World Cup Qualifier acontece no domingo, 24, em duas voltas: a 1ª às a 2ª às 18h00, intercalado com a prova show carro x cavalo com participação do líder da Stock Car Daniel Serra e corrida de pôneis. Ao final tem show do cantor Afonso Nigro.

Programação e atrações extras

Mas o sábado, 23, também está agitado com diversas entrada do show circense Universo Casuou ao longo da tarde, às 20h00, o Small GP / Clássico, a 1.40 metro, às 18h30, disputa válida pela Final do Hermès Young Talent que premia o campeão com uma clínica com o campeão olímpico Rodrigo Pessoa. A seguir tem mais uma entrada do Universo Casou e prova show 4 barras (salto em altura). Ainda no sábado, às 22h, quem assume a festa é o Dj Pedro Sabie, músico badalado das noites paulistanas.

A tradicional área kids e o passeio de pôneis também promete ser bastante movimentada. No sábado e domingo, 23 e 24/9, tem venda de ingressos na portaria do Clube no valor de R$ 40. Crianças até 3 anos não pagam e até 10 anos, o valor é de R$ 10. Parte da renda será revertida para atendimento de carentes na Equoterapia do Clube.

Serviço
CSI-W e CSN Indoor
Sociedade Hípica Paulista 20 a 24/9
Rua Quintana, 206

Ingressos
Quarta a sexta: 20 a 22/9 – Gratuito
Sábado e Domingo: 23 e 24/9 – R$ 40
Crianças até 3 anos não pagam e até 10 anos: R$ 10

Ordens de Entrada, Resultados e Transmissão ao Vivo

Fonte: Imprensa SHP ; fotos: Gabriela Lutz e Luis Ruas

Stephan Barcha com Zilverstone leva a melhor a 1.40 no Indoor SHP

Na noite da quinta-feira, 21/9, a terceira prova Internacional, a 1.40 metro, agitou o CSI-W Indoor da Sociedade Hípica Paulista com boa presença de público nesse que é o mais badalado Concurso de hipismo da temporada brasileira. Sagrou-se vencedor o cavaleiro olímpico Stephan Barcha com Zilverstone VD Kapel, reis da velocidade na temporada 2017, com pista limpa, em 35s84.

Stephan e Zilverstone venceram com boa vantam

Dos 50 conjuntos na primeira passagem a 1.40 metro, 19 zeraram e 17 efetivamente largaram no desempate idealizado pela course-designer internacional Marina Azevedo. Em 2º lugar chegou a top carioca Stephanie Maciera com Juicy, sem faltas, 36s95. Já o 3º ficou com a super dupla da casa Ana Brentani Samaia, amazona Young Rider, com Escadron van Koekshof que entrou no começo do desempate e liderou quase até o final, sem faltas, 37s24.

O jovem talento Junior Thales Marino levou Celena DML com muita categoria ao 4º posto, pista limpa, 37s82. O 5º posto coube ao brasiliense Pedro Cordeiro no dorso de SL Ilustre, sem faltas, 37s98. E fechando o placar na 6ª colocação aparece Gabriel Gouvei no dorso de Txai R, pista limpa, 38s50.

Indoor SHP 2017: cenário nota 1000

Programação

Ao todo são 23 provas as provas de 1.10 a 1.60 metro, seis internacionais e 15 nacionais todas com armação da course-designer internacional Marina Azevedo. As principais provas internacionais acontecem na sexta-feira, 22, qualificativa do GP, às 20h00, o Small GP / Clássico, a 1.40 metro, no sábado, 23, às 18h30, disputa válida pela Final do Hermès Young Talent que premia o campeão com uma clínica com o campeão olímpico Rodrigo Pessoa, e no domingo, 24, o GP World Cup e Ranking Brasileiro Senior Top, com a 1ª volta às 14h30 e 2ª e decisiva volta, às 18h00.

Atrações paralelas

Duas provas show que prometem levantar o público: no sábado, 23, a prova de 4 barras que pode chegar a 2 metros ou mais e no domingo, 24, o desafio carro x cavalo e intervalo do GP World Cup e Ranking Senior Top que encerra a competição. Participam do desafio carro x cavalo Chico Serra, tricampeão brasileiro da Stock Car, Daniel Serra, líder da temporada Stock e Beto Gresse, campeão do desafio na edição 2016.

Também no sábado, 23, a Sociedade Hípica Paulista (SHP) mais uma vez inova em sua plataforma de entretenimento com diversas apresentações com destaque para o Universo Casuo, fundado por Marcos Casuo que atuou por 8 anos no Cirque du Soleil. Haverá ainda diversas atrações musicais com os DJs Nando Jones e Pedro Sabie, Banda S.O.S, o cantor Afonso Nigro e Trio Titanium, Leilão Beneficente de Fotografia, Boulevard Gourmet e de lojas, apresentações de adestramento, volteio, entre outras atividades.

A tradicional área kids e o passeio de pôneis promete ser bastante movimentada. Somente no sábado e domingo, 23 e 24/9, tem venda de ingressos na portaria do Clube no valor de R$ 40. Crianças até 3 anos não pagam e até 10 anos, o valor é de R$ 10. Parte da renda será revertida para atendimento de carentes na Equoterapia do Clube.De quarta a sexta, 20 a 22, a entrada é gratuita.

Serviço
CSI-W e CSN Indoor
Sociedade Hípica Paulista 20 a 24/9
Rua Quintana, 206

Ingressos
Quarta a sexta: 20 a 22/9 – Gratuito
Sábado e Domingo: 23 e 24/9 – R$ 40
Crianças até 3 anos não pagam e até 10 anos: R$ 10

Ordens de Entrada, Resultados e Transmissão ao Vivo

Fonte: SHP Imprensa; imgs; Luis Ruas