22.10.17

Marlon Zanotelli é 3º em a GP 1.60m na Finlândia e Rodrigo Pessoa vence a 1.50m nos EUA

Fechando o 33º Concurso de Salto Internacional 5* de Helsinque na Finlândia, deu Brasil no placar no GP World Cup Qualifier Longines, a 1.60 metro,nesse domingo, 22/10. Montando Celena VDL, uma égua sela holandesa filha de Chin Chin de 10 anos, o cavaleiro top Marlon Modolo Zanotelli garantiu o 3º posto, sem faltas no desempate, em 38s60.

Marlon e Celena VDL em ação na arena indoor do CSI-W de Helsinque

Participaram da disputa 40 conjuntos, dentre os quais 9 habilitaram-se ao desempate idealizado pelo brasileiro Guilherme Jorge, course-designer da Rio 2016. Sagrou-se campeão o holandês Jur Vrieling montando VDL Glasgow Merelsnet, pista limpa, 36s85. O vice-campeonato ficou com o sueco Henrik von Eckerman montando Mary Lou 194, sem faltas, 38s41.

Marlon, 29, maranhense radicado na Europa há cerca 10 anos, defendeu o Brasil nos Jogos Equestres Mundiais 2014 e Jogos Pan-americanos 2015. Em 2011, Mario passou a ser o primeiro cavaleiro da Ashford Farm na Bélgica onde viria a se casar com a amazona sueca Angelica Augusston. Há cerca de um ano, o casal está a frente de um centro de treinamento próprio na Bélgica.

Atualmente, Marlon é o terceiro melhor brasileiro no ranking da Federação Equestre Internacional (com eventos até 30/9) na 54ª colocação, atrás de Pedro Veniss, 36º e Yuri Mansur, 44º. Ao lado de outros nomes grandes nomes do hipismo brasileiro, Marlon está entre os candidatos a uma vaga no Time Brasil de Salto nos Jogos Equestres Mundiais 2018, entre 11 e 23 de setembro, em Tryon (EUA).

E é justamente no Tryon International Equestrian Center que essa semana sediou um Concurso de Salto Internacional 5* da Primavera que o campeão olímpico brasileiro Rodrigo Pessoa venceu a principal prova desse domingo, 22, o Tryon Sunday Classic, a 1.50 metro. Montando Chaganus, um oldenburger de 9 anos, Rodrigo zerou o desempate em 39s865. Dos 43 conjuntos, oito foram a desempate. O norte-americano Quentin Judge com Giorgio van´t Hagenhof foi vice, sem faltas em 40s397. A 3ª colocação foi do belga Nicola Phillppaerts com Aikido Z, pista limpa, 40s542.

Rodrigo e Chaganus: uma dupla em franca ascensão

Atualmente, Rodrigo, 44, mais premiado cavaleiro brasileiro de todos os tempos e que acabou ficando de fora da Rio 2016, também é treinador da equipe irlandesa, campeã europeia 2017. Com novos cavalos, o brasileiro que já liderou o ranking mundial por diversas vezes, pode em breve voltar a integrar as principais equipes brasileiras.

 

Fonte: Imprensa CBH

Comentários