Manuel e Viheste AR triunfam no GP Special e João e Xama dos Pinhais, na Inter I

No sábado, 18/5, mais uma vez, o Internacional de Adestramento no Meeting Ilha Verde 2013 atraiu as atenções com boa presença de público na Coudelaria Ilha Verde, em Araçoiaba da Serra, no interior paulista. Na principal disputa, válida como seletiva para o Mundial 2014, o jovem talento Manuel Tavares de Almeida, 19, montando Viheste AR comemorou a vitória no Grand Prix Special, o primeiro da carreira do conjunto.

Manuel Tavares de  Almeida, o Manu, com sua  treinadora Sandra Albuquerque e o super garanhão lusitano Viheste AR

Manuel Tavares de Almeida, o Manu, comemora com sua treinadora Sandra Albuquerque e o super garanhão lusitano Viheste AR

Já no Prêmio Intermediaria I, mais um representante da nata da nova geração do hipismo brasileiro, o cavaleiro da casa João Victor Marcari Oliva, 17, com sua nova montaria Xama dos Pinhais, que na véspera, garantiu a primeira sua primeira vitória em uma reprise São Jorge voltou a conquistar mais uma importante e inédita conquista em sua carreira. Confira os detalhes da disputa.

Boa presença de público e como de cobertira da mídia -  o anfitrião Victor Oliva em entrevista com a  TV TEM - Globo

Boa presença de público e cobertura da mídia – o anfitrião Victor Oliva em entrevista com a TV TEM – Globo

O triunfo de Manuel e Viheste AR em seu 1º Grand Prix Special

No computo geral dos juízes Raphael Saleh e Mariette Whitages, da França, Leif Tornblad, da Dinamarca, Cesar Lopardo, da Argentina, e Claudia Moreira de Mesquita, do Brasil, Manuel e Viheste, o super garanhão da Coudelaria Alter Real de 11 anos, registraram 66,958% de aproveitamento.

“Eu estava bem tranquilo hoje e fiz tudo que dava para fazer. Fiquei realmente feliz porque dar conseguimos o máximo”, comemorou Manuel, estudante de administração da Insper (IBMEC), 2º ano, que defendeu o Brasil no Pan 2011. “Agora quero continuar treinando em busca de uma vaga na equipe brasileira nos Mundial 2014 e, é claro, com pensamento nos Jogos Olímpicos Rio 2016″, revela o jovem cavaleiro. “Agradeço aos meus treinadores  Sandra Albuquerque, Dolf Keller, o baianinho tratador do Viheste e o apoio de toda minha família!”

Maunuel recebendo seu premio das  mãos dos juízes internacionais  Raphael Saleh e Leif Tornblad

Manuel recebendo seu premio das mãos dos juízes internacionais Raphael Saleh e Leif Tornblad

Em 2º lugar chegou Edneu Senhorine com Xaparro do Vouga, 62,640%, e João Victor com Marcari Oliva com Signo dos Pinhais emplacou na 3ª colocação, 61,167%.

Equipe Rocas  do Vouga na linha frente com Manu e Ednei Senhorine

Equipe Rocas do Vouga na linha frente com Manu e Ednei Senhorine

João Victor e Xama dos Pinhais vencem outra vez

O sábado, 19, foi mais um importante dia na carreira do jovem talento João Victor Marcari Oliva montando Xama dos Pinhais com o expressivos 68,105% de aproveitamento em sua estreia na Intermediaria I. Com a vitória na São Jorge em 18/5, os resultados que apontam para continua evolução do cavaleiro, primogênito da eterna rainha do basquete Hortencia Marcari e Victor Oliva, na briga por nas equipes brasileiras internacionais.

João Victor, primogênito do anfitrião  Victor Oliva, em clique Signo dos Pinhais, comemora um grande final de semana no Internacional de Adestramento dentro de  casa na Coudelaria  Ilha Verde

João Victor, primogênito do anfitrião Victor Oliva, em clique Signo dos Pinhais, comemora um grande final de semana no Internacional de Adestramento dentro de casa na Coudelaria Ilha Verde

Também com bom desempenho, 66,105%, a multicampeã Pia Aragão e seu Zepelim Interagro, 3ª colocada na São Jorge, foi vice com 66,105%.

Pia Aragão recebendo seu prêmio das mãos do juiz  Raphael Saleh

Pia Aragão recebendo seu prêmio das mãos do juiz Raphael Saleh

Em 3º lugar chegou o experiente cavaleiro Alexandre Morais de Olveira com Rendsgaards Lathago, 65,105%.

Raphael Saleh que presidiu o juri na Inter I premia  Alexandre Morais

Raphael Saleh que presidiu o juri na Inter I premia Alexandre Morais

Antonio vence categoria Young Riders e Luiza, a Junior

Antonio Victor Marcari Oliva, aniversariante do dia completando 16 anos, a exemplo da disputa em 17/5, voltou a garantir dobradinha na categoria young-riders, respectivamente, com Xerife do Top, 69,132%, e Zodiac dos Diamantes, 68,158%.

Antonio,  o  aniversariante do dia, dominou o placar com a 1ª e 2ª colocação na  categoria young riders e maior nota do dia

Antonio, o aniversariante do dia, dominou o placar com a 1ª e 2ª colocação na categoria young riders e maior nota do dia

Na categoria Junior, mais uma vitória para a jovem amazona Luiza Magalhães com Thor NP, 65,000%.

Luiza  Magalhães recebendo seu prêmio das mãos  de  Luiz  Roberto Guigni, presidente da Confederação Brasileira de  Hipismo, e do juiz internacional francês Raphael Saleh

Luiza Magalhães recebendo seu prêmio das mãos de Luiz Roberto Guigni, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo, e do juiz internacional francês Raphael Saleh

Grand Prix Special

1º Manuel Tavares de Almeida / Viheste AR – BRA – 66,958%
2º Edneu Senhorine / Xaparro do Vouga – BRA – 62,640%
3º João Victor Marcari Oliva / Signo dos Pinhais – BRA

Prêmio Intermediária I

1º João Victor Marcari Oliva / Xama dos Pinhais – BRA – 68,105%
2º Pia Aragão / Zepelim Interagro – BRA – 66,105%
3º Alexandre Morais de Oliveira / Rendsgaards Lathago – BRA – 65,921%
4º Bruno Moreira / Saloio – BRA – 64,605%
5º João Paulo dos Santos / Veleiro dos Santos – BRA – 64,289%
6º Renata Rabello Costa / Monty – BRA _ 64,289%

Young Riders

1º Antonio Victor Marcari Oliva / Xerife do Top – BRA – 69,132%
2º Antonio Victor Marcari Oliva / Zodiac dos Diamantes – BRA – 68,158%
3º Victor Trielli Avila / Vencedor JB – BRA – 65,289%

Junior

1º Luiza Magalhães / Thor NP – BRA – 65,000%

 

Aguarde imagens esportivas e galeria de fotos sociais.

Fonte e fotos: Brasil Hipismo – Carola May

Homenagem a “Rainha” Hortência

Na festa promovida pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) na noite desta terça-feira 18, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a mais importante atleta da história do nosso basquete, Hortência Marcari, recebeu o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, atribuído a um seleto grupo de atletas que nortearam suas carreiras “pela disciplina, excelência, ética, coletividade e respeito ao próximo”. No agradecimento emocionado, Hortência mencionou os dois filhos: “Fazia muito tempo que não sentia esta emoção. Meus filhos, João e Antonio, não me viram jogar, infelizmente, mas viram a mãe deles receber este prêmio tão importante. Que sirva de exemplo, que isso aqui é o fim. Para vocês chegarem a ser homenageados como estou sendo hoje vão ter que ralar muito, vai doer muito, mas espero que um dia eu possa sentir esta emoção que estou sentindo agora”, disse.

Hortência sempre atenta a carreira do filhos Antonio e João em clique ao final da temporada 2009

Os filhos da “rainha” com o empresário e criador de cavalos Lusitanos Victor Oliva, são cavaleiros da modalidade Adestramento. Antonio Victor, 15 anos, é tricampeão brasileiro e João Victor, 16, além de pentacampeão brasileiro também foi um dos indicados deste ano ao Prêmio Brasil Olímpico.

 

Hortência se emociona e recebe o Troféu Ademar Ferreira da Silva – confira o video do Sportv – clique aqui

 

Os vencedores da etapa brasileira do FEI World Dressage Challenge

Karin Kruger, da Dinamarca e Christof Umbach, de Luxemburgo, juízes da Federação Equestre Internacional (FEI) responsáveis pela avaliação de amazonas e cavaleiros dos cinco países que fazem parte do Grupo I do FEI World Dressage Challenge, estavam satisfeitos com o que viram nas pistas da Sociedade Hípica Paulista durante a etapa brasileira da competição considerada uma das mais importantes disputas de avaliação e incentivo do Adestramento. Para a dupla de juízes o esporte vem mostrando evolução ano a ano, da série Premilinary ao Prix St George.

fei world dressage challenge

Karin Kruger e Christof Umbach: a postos na etapa brasileira do FEI World Dressage Challenge realizado durante a Amil Dressage Cup 2012 na Sociedade Hípica Paulista

Disputado na manhã de sábado 13, o Challenge teve cinco séries: Elementary e Preliminary destinada a amazonas e cavaleiros em duas categorias, entre 12 e 15 anos e acima de 16 anos, e as categorias Advanced, Medium e Prix St. Georges somente para competidores com mais de 16 anos.

Antonio Victor Marcari Oliva montando o Puro Sangue Lusitano Cobalto foi o campeão da Preliminary – 12 a 15 anos e com 70,948% na avaliação final dos juízes registrou a maior média final entre todos os vinte competidores do Challenge.

fei world dressage challenge 01

Antonio Victor Oliva, campeão do ranking paulista e brasileiro mirim 2012 entre inúmeros outros títulos, foi o destaque jovem na série Preliminary

Entre os maiores de 16 anos, Ju Cassou com Alentejo do Mito (PSL) também recebeu a faixa de campeã com média final de 63,190%. Victor Trielli Avila/Carinhoso DMJ (PSL) foi o vice-campeão, 58,621%, e Anna Kruchewsky com Corleone JM em 3º, 54,914%.

fei world dressage challenge 02

Ju Cassou cada vez mais afiada com seu Alentejo do Mito

Na série Elementary, 12 a 15 anos, destaque para Nicole Rothell que montou Mercedita da Vista, 66,689%. Igor Chen Wu montando Arcos HM ficou em 2º lugar, 63,851%.

fei world dressage challenge 03

Nicole Rothell que deu show na série Elementary recebe os cumprimentos dos juizes

Entre os maiores de 16 anos, com a segunda maior nota do Challenge (68,649%), João Victor Marcari Oliva montando o Ciclone VO foi o campeão, seguido por Alexandre Vieira com Dante dos Diamantes, 63,041%.

fei world dressage challenge 04

João Victor Marcari Oliva fez bonito com seu lusitano Ciclone VO

Na Advanced, o campeão foi Sérgio Castany de Fiori, montando Akira com média final de 65,608%. A faixa de vice ficou para Alexandre Vieira/Xerife dos Diamantes (64,392%).

fei world dressage challenge 05

Sergio e Akira recebendo sua premiação da dupla de juízes da FEI

Sérgio Castany de Fiori venceu também Medium ao registrar 66,125% no comando das rédeas de Fastkiller do Cach. Andréa Martins Kober com CS Wellson, 59,375%, ficou em segundo lugar.

fei world dressage challenge 06

Sergio também comemorou um importante resultado com seu Fastkiller

Montando Xirineu da Paixão, Rodrigo Evangelista faturou o primeiro lugar do Prix St. George com média final de 66,382%. Valdeci dos Reis Evaristo com o Bombom do Retiro, 59,671, foi o vice da série.

fei world dressage challenge 07

Rodrigo Evangelista com Xirineu da Paixão: vencedor do Prêmio St Georges

Placar da equipe brasileira

Quatro concorrentes formaram o time Brasil perante o Grupo I, em que estão África do Sul, Argentina, Chile e Uruguai: Alexandre Vieira montando Dante dos Diamantes, 63,041%, pela série Elementary, Antonio Victor Marcari Oliva com Cobalto. 70,948%, pela Preliminary, Sérgio Castany de Fiori montando Akira, 65,608%, pela Advanced e Valdeci dos Reis Evaristo com Bombom do Retiro, 59,671%, pela Prix St. Georges. Descartada a nota mais baixa, o Brasil fechou com 198,989%.

Clínica

Os 14 conjuntos melhor classificados participaram de clínicas individuais com os juízes da FEI. A dinamarquesa Karin Kruger ministrou para Anna Kruchewsky, Sérgio Fiori, Rodrigo Evangelista, Isabella do Valle, Sonia Cendon, Ju Cassou e Antonio Victor Marcari Oliva. Receberam orientações de Christof Umbach, de Luxemburgo, Igor Chen Wu, Alexandre Vieira, Nicole Rothell, Victor Trielli Avila, Valdeci dos Reis Evarisrto, Everton Yalle Cavallaro e João Victor Marcari Oliva.

Resultado completo – clique aqui

Fonte: Carola May com infos Rute Araújo; fotos: Brasil Hipismo – CM

31ª Expo Lusitano consagra D’Accord, Cabala e Coudelaria Rocas do Vouga

Terminou neste domingo, 3 de junho, a 31ª Exposição Internacional do Cavalo Lusitano, no Helvetia Riding Center (HRC), com organização da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Puro-Sangue Lusitano (ABPSL).

Conhecido como o maior evento da raça nas Américas, prezou pelo clima de amizade e confraternização em torno do maior motivo de sua realização: o amor ao Cavalo Lusitano.

Grande Campeão dos Campeões: D’Accord do Mito - Expositor: Coudelaria Rocas do Vouga

Durante três dias, criadores, atletas, apaixonados por equinos e curiosos compareceram com seus familiares à festa que ofereceu uma programação variada, entre esportes hípicos, apresentações especiais, homenagens, surpresas e o sempre aguardado Concurso de Morfologia, com 148 inscrições.

O time da Coudelaria Rocas do Vouga comemorou os títulos de melhor expositor e criador

O HRC disponibilizou três de suas pistas para as provas de versatilidade e elegância do Cavalo Lusitano. Com convidados e criadores satisfeitos, os resultados foram igualmente expressivos, demonstrando a qualidade do Puro-Sangue Lusitano. Concursos de Adestramento Clássico, Atrelagem, Equitação de Trabalho e Salto conferiram dinamismo ao encontro, apresentando mais de 150 conjuntos.

Antonio Oliva com Nilo VO fez bonito na Equitação de Trabalho

Os títulos de Melhor Criador e Melhor Expositor da 31ª Exposição Internacional do Cavalo Lusitano ficaram com Manuel Tavares de Almeida Filho, da Coudelaria Rocas do Vouga, de Itu (SP), deixando José Francisco Brito Eusébio, da Fazenda Sasa, de Martinópolis (SP), na segunda posição em ambas as disputas. O terceiro Melhor Criador foi Luís Ermírio de Moraes, da Coudelaria Alegria dos Pinhais, de Itapetininga (SP), e o título de terceiro Melhor Expositor ficou com José Victor Oliva, da Coudelaria Ilha Verde, de Araçoiaba da Serra (SP).

Campeã das Campeãs: Cabala LS - Expositor: Fazenda Sasa

Melhor Ginete: Antonio Victor Marcari Oliva (Coudelaria Ilha Verde)

Sobre o Puro-Sangue Lusitano no Brasil e a ABPSL

A Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Puro-Sangue Lusitano (ABPSL) foi fundada em 1975, com o principal objetivo de desenvolver e manter o stud book da raça, fomentando a criação deste milenar animal no Brasil.

Com provas de todas as modalidades, o Puro Sangue mostrou sua versatilidade. Francisco Borges com Brejeiro do Vouga

Atualmente, o País conta com aproximadamente 12 mil Cavalos Lusitanos registrados e ostenta o status de um dos maiores exportadores mundiais do animal, ajudando a raça a conquistar reconhecimento internacional. Em Portugal, berço natural do PSL, também existem animais nascidos no Brasil, mas Estados Unidos e México são os maiores compradores dos Lusitanos criados por aqui.

Aguarde galeria de fotos.

Fonte: Bureau Comunicação & Marketing; fotos: Ney Messi / divulgação

 

Jovens Antonio e Manoel vencem de ponta a ponta e Alexandre Morais foi o destaque Senior no Internacional em Santo Amaro

No final de semana, de 25 a 27/5, um Concurso Internacional e Nacional de Adestramento movimentou o Clube Hípico de Santo Amaro (SP), tradicional polo da modalidade no país. O grande diferencial da série Internacional foram as observatórias para uma competição internacional de Young Riders e Juniores cujos participantes contam com
treinador top internacional Nobert van Laak, contratado pela Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), visando o incentivo e o desenvolvimento da geração futuro do adestramento nacional.

Sabine Bilton, Carlos Lopes, Francisco Guerra, Freddy Leyman, Claudia Mesquita, Natacha Wadell e Coronel Nigri estiveram de olho na performance dos jovens talentos, amadores e profissionais

Estiveram frente ao juri, o presidente Freddy Leyman, da Bélgica, Francisco Guerra, Espanha, Carlos Lopes, Portugal e os brasileiros Coronel Salim Nigri, Claudia Moreira de Mesquita, Natacha Wadell e Sabine Bilton que se revezeram durante as provas. Os jovens talentos brasileiros devem defender o Brasil e ganhar experiência internacional em uma competição na Europa ainda a ser oficializada, uma vez que a proposta inicial de competir EUA está descartada devido a necessidade de longa quarentena para os cavalos (em decorrência do exame de piroplasmose).

Com bom nível técnico, na categoria Junior com participação de seis concorrentes, Antonio Vitor Marcari Oliva, 15, campeão do ranking mirim paulista e brasileiro em 2011, dominou a competição com três vitórias.

Antonio Victor Marcari Oliva montando Zodiac dos Diamantes venceu as três provas

Destaque também para a talentosa Luiza Magalhães Sanches Negrão de Lima que fez bonito com Thor NP e Banzai AMM.

Luiza Magalhães Sanches Negrão de Lima recebe os cumprimentos do presidente do juri Freedy Leyman

A sempre competitiva Giovanna Prado Pass com seu Sansão Itapuã brilhou subiu de posição no Freestyle garantindo o 3º posto.

Giovanna Prado com seu Sansão Itapuã ao lado da juíza Natacha Waddell

Outros dois jovens talentos Alexandre Souza com Vade-Mecum Interagro, Victor Trielli Avila com Vencedor JB também garantiram boa estreia na série Internacional.

Na série Young Riders, com participação de três jovens talentos, Manuel Tavares de Almeida com seu Viheste (AR) venceu de ponta a ponta nas três provas.

Manuel Tavares de Almeida recebeu seu premio final das mãos de Luiz Roberto Giugni, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo, e do juiz espanhol Francisco Guerra

Já Pedro Tavares de Almeida, irmão gêmeo do vencedor, emplacou em 2º lugar e ainda em fase de adaptação com sua nova montaria Xaparro do Vouga acabou não completando a 3ª prova.

Rivalidade e fair play entre os irmãos Manoel e Pedro Tavares de Almeida, representando a nata jovem da modalidade

Destaque também para Luisa Silveira, 3ª colocada, e cada vez mais afiada com sua Dancing Queen.

A jovem amazona Luiza Silveira em clique com seu pai e incentivador João Silveira

Entre os Seniores, nos primeiros dois dias, o show rolou por conta de Alexandre Morais apresentando Rendsgaards Lathago, vencedor das reprises St. Georges e Intermediate I. Ainda na Inter I, o cavaleiro também levou Crossy ao 2º posto.

Saldo mais que positivo para Alexandre Morais e Rendgaards Lathago

Anna Mantegazza premia orgulhosa seu cavalo Crossy apresentado por Alexandre Morais

No Freestyle Intermediate I, Rogério Clementino com seu Bravíssimo emplacou em 1º lugar. Enquanto Alexandre e Reendsgaards Lathago fecharam em 2º lugar, seguidos por Pia Aragão no dorso de Zepelim Interagro.

Rogério Clementino com seu Bravissimo, vencedor no Freestyle Inter I, com o juiz Freedy Leyman e Luiz Roberto Giungi, presidente da CBH, ao lado do vice-campeão Alexandre Morais

Confira abaixo o placar ou clique aqui para ver o resultado completo. Aguarde cobertura da série Nacional e 3ª Galeria de fotos.

1ª Galeria de fotos – clique aqui.
2ª Galeria de fotos – clique aqui.

Categoria Junior – 6 concorrentes

FEI Junior Team Test – 25/5

1º Antonio Vitor Marcari Oliva / Zodiac dos Diamantes – 66,000%
2º Luiza Magalhães Sanches Negrão de Lima / Thor NP – 65,919%
3º Luiza Magalhães Sanches Negrão de Lima / Banzai AMM – 64,027%

FEI Junior Individual Test – 26/5

1º Antonio Vitor Marcari Oliva / Zodiac dos Diamantes – 64,895%
2º Luiza Magalhães Sanches Negrão de Lima / Thor NP – 64,526%
3º Luiza Magalhães Sanches Negrão de Lima / Banzai AMM – 64,500%

Freestyle Test Junior – 27/5

1º Antonio Vitor Marcari Oliva / Zodiac dos Diamantes – 67,675%
2º Luiza Magalhães Sanches Negrão de Lima / Thor NP – 65,800%
3º Giovana Prado Pass / Sansão Itapuã – 64,125%

Categoria Young Riders – 3 concorrentes

Young Riders Team Test – 25/5

1º Manuel Tavares de Almeida / Viheste (AR) – 65,316%
2º Pedro Tavares de Almeida / Xaparro do Vouga – 64,500%
3º Luisa Silveira / Dancing Queen – 64,158%
Individual Test Young Riders – 26/5

1º Manuel Tavares de Almeida / Viheste (AR) – 66,684%
2º Pedro Tavares de Almeida / Xaparro do Vouga – 65,211%
3º Luisa Silveira / Dancing Queen – 65,158%
Freestyle Test Young Riders – 27/5

1º Manuel Tavares de Almeida / Viheste (AR) – 67,325%
2º Luisa Silveira / Dancing Queen – 65,425%

Senior – 4 concorrentes

Prix St Georges – 25/5

1º Alexandre Morais de Oliveira / Rendsgaards Lathago – 65,500%
2º Rogerio da Silva Clementino / Bravissimo – 64,421%
3º Pia Aragão / Zepelim Interagro – 64,105%

Intermediate I – 26/5

1º Alexandre Morais de Oliveira / Rendsgaards Lathago – 65,842%
2º Alexandre Morais de Oliveira / Crossy – 64,158%
3º Rogério da Silva Clementino / Bravissimo – 64,053%

Freestyle Intermediate I – 27/5

1º Rogério da Silva Clementino / Bravissimo – 67,150%
2º Alexandre Morais de Oliveira / Reendsgaards Lathago – 65,725%
3º Pia Aragão / Zepelim Interagro – 62,800%

 

Fonte e fotos: Brasil Hipismo Carola May  

 

 

 

Cobalto SS, apresentado por Antonio Oliva, e Fazenda Sasa são os destaques da 1ª Exposição de Lusitanos em 2012

A 1ª Grande Exposição e Encontro de Criadores do Cavalo Lusitano, evento organizado pela Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Puro-Sangue Lusitano (ABPSL) terminou nesse domingo, 1/4, com a decisão dos Grandes Campeonatos de Morfologia. O concurso de três dias, realizado no Marco Zero Agronegócios, em Araçoiaba da Serra (SP), consagrou José Francisco Brito Eusébio, titular da Fazenda Sasa, como melhor Criador e Melhor Expositor.

Desde a última sexta-feira, quando as primeiras éguas se apresentaram, até o domingo, 62 animais foram analisados pelo jurado Rogério Pinheiro Passos. Em questão, alguns critérios, como bons andamentos (passo, trote e galope) e padrão racial. Ao todo, foram vistas seis categorias de fêmeas e cinco de machos.

O evento congregou pequenos, médios e grandes criadores do Puro Sangue Lusitano do País. Os moldes de avaliação seguiram o processo que elege sempre os melhores em cada série, com a distribuição de medalhas de ouro, prata e bronze. Entretanto, neste concurso, todos os animais exibidos foram ranqueados e premiados. Vencedora nas Éguas Montadas, Dinamarca da Sasa JE deixou o interior paulista com um desempenho festejado. A tordilha, nascida e criada na Fazenda Sasa, sob os cuidados de José Francisco Brito Eusébio, fez bonito também nos Grandes Campeonatos, tornando-se Grande Campeã Adulta e Campeã das Campeãs.

Dinamarca SS, de propriedade da Fazenda Sasa de José Brito Eusébio, foi a campeã das campeãs

O mesmo feito foi alcançado por Cobalto (SS), apresentado pelo jovem talento Antonio Marcari Oliva, que superou seus concorrentes no Grande Campeonato de Machos Adultos e, de quebra, o título máximo de Campeão dos Campeões. Esse Puro-Sangue Lusitano de pelagem isabel foi importado pela Coudelaria Ilha Verde, de Victor Oliva, junto à Sociedade das Silveiras, renomado criatório português. Danúbio LS, criação do Haras LS-Itirapina e propriedade da Fazenda Sasa, triunfou na Melhor Cabeça.

Cobalto SS, sob a sela Antonio Victor Marcari Oliva, sagrou-se campeão dos campeões

Com os resultados, José Francisco Brito Eusébio somou um total de 298 pontos como expositor e mais 261 como criador, levando os títulos em ambas as disputas. A Coudelaria do Castanheiro, de Aldo e Clélia Araújo Pinto, ficou em segundo, com 188 e 192 pontos, e em terceiro, veio a Coudelaria Ilha Verde, de Victor Oliva, com 181 na disputa entre os expositores e 127 na soma entre os melhores criadores.

Sobre o Puro-Sangue Lusitano no Brasil e a ABPSL

A Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Puro-Sangue Lusitano (ABPSL), presidida, no biênio 2011-2012, pelo empresário José Francisco Brito Eusébio, foi fundada em 1975, com o principal objetivo de desenvolver e manter o studbook da raça, fomentando a criação deste milenar animal no Brasil.

Atualmente, o País conta com aproximadamente 12 mil Cavalos Lusitanos registrados e ostenta o status de um dos maiores exportadores mundiais do animal, ajudando a raça a conquistar reconhecimento internacional. Em Portugal, berço natural do PSL, também existem animais nascidos no Brasil, mas Estados Unidos e México são os maiores compradores dos Lusitanos criados por aqui.

 

Fonte: Bureau Comunicação & Marketing – Danilo Nardi e Bárbara Juneck; fotos: Ney Messi