Após Paralimpíada, Rodolpho Riskalla retoma provas de Adestramento Clássico e garante prêmio de melhor cavaleiro em Internacional 3* na França

O cavaleiro brasileiro Rodolpho Riskalla, integrante do Time Brasil Paraequestre na Rio 2016, teve uma excelente atuação no último final de semana no Concurso Internacional de Adestramento 3* em Nice na França, entre 10 e 13/8. Apresentando Don Henrico, um hannoverano de 14 anos cedido pelo criatório alemão Schafhof, de propriedade da top alemã Ann Katrin Linsenhof, Rodolpho garantiu três segundos lugares: no Prêmio St George, 68,237% de aproveitamento, Intermediaria I, 67,869%, e finalmente, no Freesytle Intermediaria I, 67,450%.

Rodolpho e Don Henrico deram show em Nice

Com esse resultado que marcou sua volta ao circuito oficial de Adestramento Clássico, o cavaleiro de 32 anos que 10 meses antes da Rio 2016 perdeu a parte inferior das duas pernas e uma mão e dedos da outra, ganhou o Prêmio Allege Ideal, concedido ao melhor representante do evento da série na Small Tour (St George e Intermediaria I). Na Big Tour (Intermediaria II e Grand Prix), o espanhol Sergio Palos Martin foi o vencedor.

Missão cumprida para Rodolpho Riskalla

“O Prêmio “Allege Ideal” recompensa os dois melhores cavaleiros das provas intarnacionais, que melhor respeitaram os valores da leveza durante a integralidade da competicão: nas cocheiras, aquecimento e na pista. Levando em conta a preocupação da integridade física e mental do cavalo, o prazer da prática equestre com eficicácia, permitindo principalmente de chegar na reunião do cavalo nas melhores condições possíveis”, explicou Rodolpho, radicado em Paris. “Don Henrico, que cavalo! Essa foi a nossa primeira prova após somente um mês juntos”, comemorou o brasileiro.

Resultado completo

CBH com img cedidas

Marlon Zanotelli, do Brasil, garante sensacional vitória no Global Champions Tour, na Holanda

Fechando a 13ª de 15 Etapas do Global Champions Tour 2017 nesse domingo, 13/8, em Valkenswaard na Holanda, deu Brasil no placar. Montando Celena VDL, uma égua sela holandesa de 10 anos, Marlon Zanotelli, venceu o GP, a 1.50 metro, sem faltas em 23s10. Do 45 conjuntos top mundiais em pista, 17 zeraram a 1ª passagem com armação do italiano Uliano Vezzani habilitando-se ao desempate na corrida por 92 mil euros em premiação. Sagrou-se vice campeão Leopold van Asten VDL Groep Miss Untouchable, seguido por Maikel van der Vleuten apresentando Wunschkind 19, sem faltas, em 28s79 e 39s56, ambos cavaleiros olímpicos da Holanda.

Marlon Zanotelli a caminho da cerimônia de premiação em Valkenswaard na Holanda; img: Stefano Grasso

“A Celena é incrível, fico muito feliz e agradeço a equipe VDL em ter um cavalo como ela. Essa vitória é muito especial para mim. Fiz o que tinha que fazer na pista e e estou agradecido que tenha dado certo!”, declarou Marlon, 29, cavaleiro maranhense que integrou o Time Brasil no Pan-americano 2015 e nos Jogos Equestres Mundiais 2014. Radicado na Europa há cerca de 9 anos, Marlon recém integrou a equipe brasileira campeã na Copa das Nações em Hickstead em 27/8, e é o atual 2º melhor brasileiro no ranking mundial da Federação Equestre Internacional na 53ª colocação.

O Global Champions Tour 2017, mais badalado circuito do hipismo mundial, chega a 14ª Etapa entre 21 e 24/9 e a grande final mais uma vez agita Doha, no Quator, entre 9 e 11/11. No ranking da principal disputa do Circuito, a 1.60 metro, Harrie Smolders da Holanda é o líder com 268 pontos, o alemão Christian Ahlmann vem em 2º lugar, seguido pelo italiano Alberto Zorzi, respectivamente, com 257 e 255 pontos.

Acesse o site oficial

Centro Hípico JF: point do hipismo e amantes do cavalo em Franco da Rocha

A 50 km de São Paulo, cavaleiro português José Faria está a frente de Centro Hípico com as mais diversas opções de lazer, serviços e atendimento diferenciado.

Localizado na região da serra de Franco da Rocha, a apenas 50 minutos de São Paulo, José Faria, cavaleiro português que há quatro anos acreditou no mercado hípico
nacional e seu mudou para o Brasil, está a frente de mais um importante e charmoso polo do hipismo em São Paulo. O Centro Hípico JF oferece aulas de equitação,
treinamento e estabulagem de cavalos.

Centro Hípico JF: infraestrutura completa para prática do hipimso e estabulagem de cavalos

Com infraestrutura completa, picadeiro coberto, pista externas e excelentes opções de passeio, piquetes e espaçosas baias, as condições são ideais para o cavalo e
adeptos do hipismo com treinamento de cavalos, adestramento, aulas de equitação e doma. “Meu pai é criador e comerciante de cavalos, a maioria de tourada e atrelagem.

José Faria com Badalo Intergagro, preparado para provas de adestramento a partir do nível média II

“Cresci nesse meio e desde muito novo comecei a montar. Toda minha família – pai, mãe e meus dois irmãos – trabalha com cavalos”, conta José Faria, que já nasceu meio a tradição dos cavalos. “Temos 20 cocheiras de 5 por 4 metros , uma pista coberta, além de uma pista oficial de adestramento. Tem quatro piquetes e já estamos em vias transformá-los em oito”, destaca o cavaleiro.

Lo Bello CFS, filho de Capez da Paixão e neto do Xirineus da Paixão, medalha de ouro na série de modelo e andamentos Potro 2 anos no Festival do Lusitano em Tatui 2016, vai completar 3 anos e será domado em breve

“Convido a todos a nos visitar no Centro Hípico JF, um espaço acolhedor e meio a natureza. Poder compartilhar a nossa experiência e amor pelos cavalos com nossos clientes e amigos é muito especial. ”

Centro Hípico JF
Estrada da Vargem Grande,av. das Seriemas 2500
Franco da Rocha
Contato: 11 99968.1144 José Faria e 11 99749.2080 Ines Oliveira
Fique de olho nas redes sociais do Centro Hípico JF
www.facebook.com/centrohipicojf
Instagram: @centrohipicojf

 

Felipe Amaral, Pedro Matos e Amanda Santos: campeões do Brasileiro de Seniores 2017 no Paraná

O Campeonato Brasileiro de Senioresem três categorias movimentou a Sociedade Hípica Paranaense, entre 3 e 6/8. Estiveram em jogo três títulos: Senior Top (categoria de rendimento máximo no hipismo), a 1.55 metro, Senior, 1.40 metro, e Senior Especial, a 1.30 metro, com percursos idealizados pelo course-designer olímpico Guilherme Jorge. No sábado, 5/8, saiu a definição do título Senior Top, em que o jovem talento Felipe Amaral com Premiere Carthoes BZ, conjunto reserva na Rio 2016, faturou o bicampeonato 2013/2017. Já no domingo, 6/8, saiu a definição dos títulos Senior e Senior Especial, respectivamente, com vitória de Pedro Tavora de Matos com Germanico T e Amanda Teixeira dos Santo apresentando Intoyka. Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo na gestão 2017 a 2020, acompanhou de perto a competição.

A disputa

Na categoria Senior Top, 16 foram para o GP Final com dois percursos disitinto. Somente Felipe Amaral e Premiere Carthoes BZ chegaram ao final do Campeonato – disputado em duas provas e quatro pistas – sem um único ponto perdido. Também com excelente atuação o vice campeonato ficou com Artemus de Almeida com Cassilano JMen, dupla que perdeu apenas 1 ponto na 1ª passagem do GP, por São Paulo. Enquanto o 3º posto coube ao carioca Victor Mariano Luminatti apresentando Homer van de Barbelus ML, vencedor da prova final com dois zeros ao lado do campeão Felipe, fechando o campeonato com 6 pontos perdidos (pp) da primeira prova.

Felipe Amaral e Carthoes BZ a caminho do bi

Para Felipe, 26, carioca que defende São Pualo, a vitória foi mais que especial. “É uma emoção muito grande vencer o Campeonato Brasileiro pela segunda vez ainda mais com o mesmo cavalo”, contou Felipe. “Em 2013 quando ganhamos pela primeira vez, o Carthoes BZ tinha 9 anos e eu estava começando a montar ele. Devo essa conquista a toda minha equipe que sempre trabalha duro para que os resultados aconteçam”, destacou o bicampeão. “Agora vamos saltar os Internacionais do Clube Hípico de Santo Amaro e Indoor na Hípica Paulista, ambos em setembro. No final do ano, estou planejando uma temporada na Europa.”

 

“Estamos sempre observando os cavaleiros Europa, mas o Campeonato Brasileiro Senior e demais etapas do ranking da categoria, também são base para formação das nossas equipes nos próximos eventos internacionais como o Odesur, Mundial, ambos em 2018, Pan-americano 2019, entre outras competições”, destacou Ronaldo Bittencourt Filho.

Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH, na cerimônia de premiação do Brasileiro Senior Top

Na decisão do Brasileiro Senior, dos 34 conjuntos que largaram na categoria, 20 foram para para decisão na corrida pelo ouro individual. O cavaleiro de São Paulo Pedro Henrique Tavora de Matos apresentando Germanico T, que computou apenas 4 pontos perdidos (pp) ao longo dos cinco percursos três provas, trazidos da 2ª parcial, faturou seu primeiro título brasileiro Senior.

Pedro e Germanico T em ação

O pódio foi inteiramente dominando por representantes de São Paulo e o vice-campeonato ficou com Alberto Muylaert apresentando C´est Dorijke, também com apenas uma falta, 4,46 pp. Em 3º lugar chegou Marcos Antonio da Costa de Ribeiro Junior com Gitan M, que computou 7,21 pp.

Na categoria Senior Especial, que contou com a participação de 48 conjuntos, 25 foram foram para final individual e a vitória ficou com jovem amazona catarinense Amanda do Nascimento Teixeira Santos, 20, montando Intoyka, sua parceira de grandes conquistas já nas categorias de base. A armação de pista esteve a cargo do course-designer olímpico Guilherme Jorge, responsável pelos percursos na Rio 2016.

Amanda e Intoyka faturando o título em sua estreia na categoria Senior Especial

Amanda e Intoyka fecharam o campeonato sem cometer faltas nos obstáculos com apenas 0.36 pontos perdidos (pp) trazidos da prova de caça na 1ª de três provas quando ficou em 3º lugar. Também sem faltas na pista, o paranaense Felipe Juares de Lima com Laudator JMen conquistou o vice-campeonato, 3,12 pp. Já o 3º posto ficou com o cavaleiro paulista Luiz Guilherme Ciampi montando Kracatoa Império Egípcio, também com menos de 1 falta, 3,12pp.

Na disputa por equipes, cavaleiros e amazonas de São Paulo fizeram jus a força do hipismo no Estado – que reúne cerca de 70% dos cavaleiros e amazonas em atividade no país – faturando três ouros.

Final Individual Brasileiro Senior Especial

Campeã Amanda do Nascimento Teixeira Santos / Intoyka – FCH – 0.36 pontos perdidos
Vice Felipe Juares de Lima / Laudator JMen – FPrH – 3,12 pp
3º Luiz Guilherme Affonso Ciampi / Kracatoa Império Egípcio – FPH – 3,12 pp
4º Henrique Rocha Lobo / Zingaro TW – FHMG – 5,11 pp
5º Mariana Cassetari / Miss Holsteins Merci – FCH – 6,89 pp
6º Maurício de Oliveira Franco / Euclides Método – FPrH – 7,54 pp

Final Individual Brasileiro Senior

Campeão Pedro Henrique Tavora de Matos / Germanico T – FPH – 4 pp
Vice Alberto Muylaert / C´est Dorijke – FPH – 4,56 pp
3º Marcos Antonio da Costa Ribeiro Junior / Gitan M – FPH – 7,21 pp
4º Artemus de Almeida / Cassilero – FPH – 9,61 pp
5º Bartholomeu Bueno de Miranda Neto / Equus Group Zippo – FPH – 9,62 pp
6º Patsy Mourão Zurita / Xindoctro Método – FPH – 11,03 pp

Final Brasileiro Senior Top

Campeão Felipe Amaral / Carthoes BZ – FPH – 0 pp
Vice Artemus de Almeida / Cassilano JMen – FPH – 1 pp
3º Victor Mariano Luminatti / Homer van de Barbelus M – FEERJ – 6 pp
4º José Roberto Reynoso Fernandez Filho / Azrael W – FPH – 9 pp
5º Marcos da Costa Ribeiro Junior / Princess de Revel – FPH – 16 pp
6º Tiago Mesquita / Baptista – FEERJ – 16 pp

Resultado completo

 

Fonte: Imprensa CBH com fotos: Grace Cambraia

Elite do hipismo a postos no Campeonato Brasileiro de Seniores em Curitiba

 

A Sociedade Hípica Paranaense mais uma vez volta a ser palco de grandes disputas. Esse final de semana, entre 3 e 6/8, o Campeonato Brasileiro Senior Especial, a 1.30 metro, Senior, 1.40 metro, e Senior Top, 1.50 metro, agita o principal polo do hipismo paranaense com presença da elite do hipismo no país. A disputa – aberta a cavaleiros e amazonas acima de 21 anos profissionais e amadores que competem no alto rendimento – já começou. Na quinta-feira, 4/8, foram definidas as primeiras parciais dos três campeonatos que tem armação do course-designer internacional Guilherme Jorge, responsável pelas pistas dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Na prova Senior Top, principal categoria com participação de 20 conjuntos, são três os líderes que fizeram duplo zero falta na primeira prova: Felipe Amaral com Premerie Premiere Carthoes BZ, cavaleiro reserva na Rio 2016 e campeão brasileiro senior Top 2013, Artemus de Almeida, vice-campeão brasileiro Senior Top 2015 e atual líder do Ranking Brasileiro Senior Top, montando Cassilano JMen, ambos representando São Paulo, e o top carioca Tiago Mesquita apresentando Baptista, conjunto que vem de vitória no GP da Copa São Paulo em 4/6.

Felipe com Premiere Carthoes BZ, Artemus com Cassilano JMen e Tiago com Baptista: liderança no Brasileiro Senior Top

Somente na categoria Senior Top, o Campeonato conta com duas provas (ao invés de três provas) e a 1ª parcial já definiu o resultado das equipes. Sagrou-se campeão o time de São Paulo formado pelo tetracampeão brasileiro Francisco Musa com Sharapova Império Egípico, Felipe Amaral / Premiere Carthoes BZ, José Roberto Reynoso Fernandez Filho, bicampeão brasileiro Senior Top 2015/2016, e Artemus de Almeida com Cassilano JMen, totalizando 8 pontos perdidos (pp). O time do Rio de Janeiro foi vice, 24 pp.

Equipe campeã de São Paulo com Guilherme Jorge, Vailton Jaci Cordeiro, Fernando Sperb e Paulo Cunha

Nessa sexta-feira, 4/8, acontece a segunda parcial e final por equipes Senior e Senior Especial, categorias que decidem o título individual no domingo, 6/8. Concorrentes ao Brasileiro Senior Top disputam a final nesse sábado, 5/8, a partir das 14h00. A entrada é franca.

Agenda e novo ciclo

O Brasileiro Senior Top é válido pela 4ª de 8 Etapas do Ranking Brasileiro Senior Top e o próximo encontro da elite do hipismo será no Concurso de Salto Internacional World Cup Qualifier e Nacional durante o 82º Aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro, entre 6 e 9/9. Para a Confederação Brasileira de Hipismo, agora com Ronaldo Bittencourt Filho na presidência, o ano de 2017 marca o início de um novo ciclo olímpico. A temporada do hipismo brasileiro está excelente que, entre outras importantes conquistas, vem de inédita vitória do Time Brasil na Copa das Nações do Internacional 5* de Hickstead, mais tradicional evento da Inglaterra, há uma semana, em 28/7. Em 2018, o grande desafio são os Jogos Equestres Mundiais 2018, entre 10 e 23/9, em Tryon (EUA).

Etapas do Ranking Brasileiro Senior Top 2017
CSI-W*** Cidade de Porto Alegre – The Best Jump – 04 a 07 de maio
CSI-W** Cidade de Curitiba – 11 a 14 de maio
CSN Copa São Paulo – 01 a 04 de junho
CBS – Campeonato Brasileiro Sênior Top – 03 a 06 de agosto
CSI-W** Aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro – 06 a 10 de setembro
CSI-W** Indoor – Sociedade Hípica Paulista – 20 a 24 de setembro
CSN Agromen – Orlândia – 11 a 15 de outubro
CSN Top Rider – 07 a 10 de dezembro (local a definir)

Ordens de Entrada e Resultados Campeonato Brasileiro de Seniores 2017

Fonte: Imprensa CBH com fotos Mundo Hípico e montagem img arquivo Luis Ruas

Top do Brasil Yuri Mansur é campeão GP 5* em Hickstead, mais tradicional Concurso na Inglaterra

O final de semana no 109º Concurso de Salto Internacional 5* em Hickstead, mais tradicional evento de hipismo na Inglaterra, só deu Brasil. Após a medalha de ouro da equipe brasileira na sexta-feira, 28, na Copa das Nações, Yuri Mansur montando Babylotte foi o grande campeão do GP Longines King George V Gold Cup, 1.60 metro.

Yuri e Babylotte a caminho de uma conquistas mais importantes de sua carreira; img: site oficial

Dos 47 conjuntos, somente quatro habilitaram-se ao desempate com armação de Kelvin Bywater. Último a largar, Yuri com Babylotte, um égua sela holandesa de 11 anos, precisavem zerar para garantir o título. Dito e feito, sem faltas, en 57s52, o cavaleiro paulista conquistou um dos títulos mais importantes de sua carreira.

“Foi uma experiencia incrivel, não tenho palavras para falar da minha égua. Quando a comprei ela saltava provas a 1.45 metro e não gostava muito de competir na grama, mas desde então ela só vem melhorando. Eu até quis acelarar um pouco mais, mas disse a mim mesmo: preciso zerar. Vencer aqui é um sonho, mal posso acreditar”, declarou Yuri, 37, que também garantiu o 1º posto na primeira prova internacional em Hickstead.

Pelas cores da Holanda, Ruben Romp com Audi´s Teavanta II CZ foi vice, uma falta, 53s60. Já o 3º posto foi do britânico Keith Shore com Mystic Hurricane, uma falta, 47s63. Pelas cores da Alemanha, Patrick Stühlmeyr emplacou em 4º lugar, oito pontos, 54s37.

Inédita vitória brasileira na Copa das Nações

Na sexta-feira, 28, a equipe brasileira com Marlon Zanotelli montando Sirene de la Motte, Pedro Veniss com For Felicia, Yuri Mansur e Babylotte, e Pedro Muylaert montando Prince Royal Z MFS, o Brasil conquistou, pela primeira vez, o título de campeão do “Troféu Prince Edward of Wales” em Hickstead, totalizando apenas 4 pontos perdidos e batendo sete equipes top mundiais com 10 pontos de vantagem sobre o forte time Holanda, vice-campeão. (Cobertura completa)
Pedro Paulo Lacerda, chefe de equipe do Brasil, tinha motivos de sobra para comemorar. “Estou muito orgulhoso da minha equipe. É a primeira vez que o Brasil vence aqui uma Copa das nações tão importante”, disse Lacerda.

A Copa das Nações em Hickstead foi a penúltima etapa da liga europeia da Longines FEI Nations Cup, antes da grande Final em Barcelona, entre 28/9 e 1/10. O Brasil já tem vaga garantida na Final de Barcelona e antes disputa a Copa das Nações, no CSIO Calgary, em Spruce Meadows, no Canadá, entre 6 e 10/9. A escalação da equipe será definida em datas próximas aos eventos.

Resultado completo
Fonte: Imprensa CBH com foto site oficial

Victoria de Mendonça, Pedro Backheuser, Rafaela Dias e Lys Kang são os campeões brasileiros 2017

Durante cinco dias de competição, entre 19 e 23/7, a Sociedade Hípica Porto Alegrense recebeu o Brasileiro da Juventude, que também definiu as equipes da nata jovem do hipismo brasileiro rumo ao Sul Americano 2017.No domingo, 23/7, quinto e último dia do Campeonato Brasileiro da Juventude, na Sociedade Hípica Portoalegrense, foram decididos os títulos da categorias Young Riders (16 a 21 anos) e Junior (14 a 18 anos), respectivamente, com vitória de Victoria Ribeiro de Mendonça, por São Paulo, e Pedro Backheuser, representando o Rio de Janeiro. No sábado, 22, na Mirim a vitória foi de Rafaela Dias Melo e na Pré-junior, Lys Park Kang.

Fechando a rodada dos Campeonatos Brasileiros da Juventude 2017, Victoria Ribeiro de Mendonça dominou a difícil categoria Young Riders

Victoria Mendonça lidera de ponta a ponta no Brasileiro Young Riders

Na difícil categoria Young Rider, disputada a 1.45 /1.50 metro, a amazona do interior paulista Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça, vice-campeã sul americana junior 2015, campeã brasileira junior e campeã sul-americana 2016, mostrou a que veio e conquistou seu primeiro título brasileiro Young Rider. Montando Diamant Z, Victoria liderou de ponta a ponta: venceu a prova inicial e garantiu mais dois duplos zeros na 2ª e 3ª parcial.

Vitória e Diamont Z: 100% de aproveitamento

Matematicamente, Victoria, 19 anos, também foi vice-campeã, montando Una Bella 9, totalizando apenas 10,19 pontos perdidos (pp), mas por não poder ficar com duas  montarias entre os três primeiros colocados fechou oficialmente na 4ª colocação. O paulista Rafael Rodrigues Moderno, vice-campeão brasileiro 2015 e campeão brasileiro young rider 2016, dessa vez, levou El Santo ao vice-campeonato. Em 3º lugar chegou o premiado mineiro Pedro Moura de Carvalho apresentando Boomerang VH Kluizeboos, 21,3 pp.

Pedro Backheuser conquista o bi Brasileiro Junior

Na decisão dos Juniores, a 1.40 e 1.45 metro, o carioca Pedro Backheuser, de 18 anos, montando seu tordilho Q Pleasure de Bacon foi um dos quatro vencedores da prova final com duplo e com apenas 4,26 pontos perdidos (pp) da prova de caça faturou o bicampeonato brasileiro da categoria 2015 / 2017.

Pedro e Q Pleasure: parceria de ouro

Sagrou-se vice-campeão o sempre competitivo ginete de São Paulo, Pedro Malucelli Egoroff, campeão do ranking brasileiro junior 2016, que montando Wangu Cooper também foi um dos vencedores da prova final e computou 8,89 pp. O mineiro André Fonseca Moura com Uniroyal, que também venceu a prova final, fechou com 9,28 trazidos da 1ª e 2ª parcial, conquistando bronze.

Lys Park Kang é a campeã brasileira Pré-junior

A prova final da categoria Pré-junior, a 1.35 metro, teve quatro vencedores com duplo zero na prova final e todos subiram ao pódio. Sagrou-se campeã a amazona paulista Lys Katherine Park Kang com sua Macarena Tok que fechou o campeonato com apenas 6,06 pontos perdidos (trazidos da 1ª e 2ª parcial).Lys, 14, treina no Centro Hípico Granja Viana com Everaldo Mendes, o Careca, tem entre seus títulos duas medalhas de prata por equipes no Sul Americano Mirim em 2015 e 2016.

Lys Kang deu lição de categoria e amor em parceria com sua Macarena Tok

Sagrou-se vice campeã brasileira Carolina de Souza Chade, a Cacá, montando Flying High das Umburanas, também com menos de duas faltas, 7,30 pp. Flying das Umburanas, de 9 anos, foi cedido pelo medalhista olímpico Doda Miranda às vésperas da competição. Cacá treina com Marcos Ribeiro Junior e no campeonato também contou com as dicas de Doda.A top gaúcha Laura Bosquirolli Tigre, campeã sul americana Pré-junior 2016 e campeã sul americana Mirim 2015, montando Cher da Boa Vista arrematou a medalha de bronze, 8,86 pp.

Rafaela Dias Mello fatura o título Mirim

Foram dois os jovens talentos da categoria Mirim que chegaram ao final da terceira e última prova totalizando cinco percursos sem faltas levando a decisão ao desempate. Com mais um percurso limpo, em 33s23, Rafaela e sua Madame Lili conquistaram o título brasileiro e a vaga no time do Brasil no Sul Americano da Juventude. Rafaela, 13, vem colecionando importantes conquistas e treina na Hípica Jundiai com Nicolas de Zavalia.

Rafaela e Madame Lili: atuação perfeita

Também com uma excelente performance sem faltas no desempate, em 35,03, Marco Antonio Ferreira Filho com Holandesa T faturou o vice-campeonato, por São Paulo. A decisão pelo bronze também teve o desempate entre dois conjuntos com apenas uma falta na soma das três provas. Com pista limpa em Maithe Carolina de Lima Marino apresentando Donadoni BH, conjunto recém formado, garantiu o bronze com percurso limpo, em 34s78, mais uma vez por São Paulo.

Disputa fechou as seletivas do Sul Americano da Juventude 2017

O Campeonato Brasileiro define os Times Brasil no Sul Americano da Juventude 2017, entre 2 e 8/10, na Argentina. Cavaleiros e amazonas das categorias Mirim, Pré-junior e Junior cumpriram a 1ª fase de seletivas do Sul Americano e agora no Brasileiro aconteceu a 2ª fase. Basicamente o critério de seleção para formação das equipes funciona da seguinte forma: campeão, vice e 3º lugar de cada categoria no Brasileiro, campeão, vice e 3º lugar da soma das seletivas da 1ª e 2ª fase e outras quatro vagas ficam a critério da comissão técnica. Todos postulantes a uma vaga na equipe brasileira precisam necessariamente ter disputado 2 das três seletivas da 1ª fase e o Campeonato Brasileiro. Para os Young Riders foi necessária somente a participação no Brasileiro.

Final Brasileiro Mirim

Campeã Rafaela Dias Mello / Madame Lili – FPH – 0 pp – 0/33s23
Vice Marco Antonio Ferreira Filho / Holandesa T – FPH – 0 pp – 0/35s03
3º Maithe Carolina de Lima Marino / Donadoni BH – FPH – 4 pp – 0/34s78
4º Monique Hubner Busato / Berlin H – FPrH – 4 pp – 4/32s19
5ºE Philip Greenlees / Premiere Avigon Z – FPH – 8 pp
5ºE João Pedro de Almeida Chaves / Calantus JMen – FEP – 8 pp
5ºE Raquel Pinheiro Koren de Lima / Cat Call – FPH – 8 pp
5ºE Henrique Maranhão / Coral Rec Xangô – FEP – 8 pp

Final Brasileiro Pré junior

Campeã Lys Katherine Park Kang / Macarena Tok – FPH – 6,06 pp
Vice Carolina Souza Chade / Flying High das Umburanas- FPH – 7.30 pp
3º Laura Bosquirolli Tigre / Cher da Boa Vista – FGEE – 8,86 pp
4º Mariana Xavier Scomparin / Espetacular do Xapuri – FPH – 8,88 pp
5º Matheus Riginik Sant Anna / Cia Athletica Cancelier – FPH – 9,54 pp
6º Gabriel Baptista Braz / LP Clementina – FEPA – 10,15 pp

 

Brasileiro Juniores 2017

Campeão Pedro Backheuser / Q Pleasure de Bacon – FPH – 4,29 pp
Vice Pedro Malucelli Egoroff / Wangu Cooper – FPH – 8,89 pp
3º André Fonseca Moura / Uniroyal – FHMG – 9,28 pp
4º Thales de Lima Marino / Celena DML – FPH – 9,42 pp
5º Gabrielle Fontoura Berger / Calendra – FCH – 13,96 pp
6º Marcelo Gozzi / Caprice VDL – FPH – 17,17 pp

Brasileiro Young Riders 2017

Campeã Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça / Diamant Z – FPH – 0 pp
Vice Rafael Rodrigues Moderno / El Santo – FPH – 12,07 pp
3º Pedro Moura Carvalho / Boomerang VH Kluizeboos – FHMG 21,23 pp
4º Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça / Una Bella 9 – FPH – 10,19 pp
5º Yasmin Almendros Marinho Santos / Piaf de Quintin – FPH – 27,17 pp
6º Ana Brentani Samaia / Escadron van Koekshof – FPH – 27,27 pp

 

Com a fonte: CBH e fotos: Luis Ruas

 

Brasileiro Eduardo Menezes fatura 1ª prova de salto no CHIO Aachen, meca do hipismo mundial

Deu Brasil na primeira prova de Salto CHIO Aachen, na Alemanha, criado em 1898 e considerado o mais tradicional evento do hipismo mundial. Em sua estreia em Aachen, o cavaleiro pan-americano e olímpico Eduardo Menezes levou Carushka 2 à vitória na prova velocidade Prêmio Stawag, a 1.50 metro, sem faltas, na excelente marca de 59s36, superando demais 53 conjuntos. A 2ª colocação coube a amazona holandesa Anike Poels com Cosma Go , sem faltas, 61s01, pela Holanda. Em 3º lugar chegou o medalhista olímpico alemão Marcus Ehning apresentando Calanda 42, pista limpa, 62s16.

“É uma loucura o movimento que já tem aqui plena terça-feira”, declarou Eduardo, 37, radicado nos EUA. A vitória não foi acaso. “Sempre que monto, quero vencer. Quando não dá certo, a razão não é que não tenha tentado”, brincou o brasileiro. Caruschka 2, uma égua oldenburger de 13 anos, é especialista em provas de velocidade. Nessa quarta-feira, 19, no Prêmio Turkish Airlines, Eduardo larga com Quintol, com o qual competiu nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Ao todo serão disputadas 18 provas de Salto no CHIO Aachen, fechando com o GP Rolex, no domingo, 23/9, em que o cavaleiro olímpico brasileiro Pedro Veniss com Quabri de I´Isle está entre os fortes candidatos ao título. Pedro também concorre ao título do Rolex Grand Slam que é disputado em Aachen, Genebra e Spruce Meadows, em Calgary. Em 11/12/2016, Pedro com Quabri de I´Isle foi o campeão do GP de Genebra. O cavaleiro que vencer os três concursos em sequência fica com o título e com um prêmio adicional em dinheiro, no valor de 1 milhão de euros.

O britânico Scott Brash foi o primeiro e até agora único cavaleiro que conseguiu esse extraordinário feito: venceu em Genebra em 2014, assim como em Aachen e Spruce Meadows em 2015.

Outras modalidades

Além das provas de Salto, o CHIO Aachen também reúne provas de Adestramento, Concurso Completo, Atrelagem e Volteio e deve atrair nada menos que 350 mil espectadores ao longo dos 10 dias de evento, entre 14 e 23/7. São muitas as atrações do CHIO Aachen, começando pela Cerimônia Oficial de Abertura na terça-feira, 18/7, às 19h45 (hora local) com desfile dos países participantes, apresentações equestres da Holanda, país parceiro deste ano e homenagens. Mais de 200 cavalos e 800 pessoas estarão envolvidas neste espetáculo. Ao todo, 350 cavaleiros entre os tops mundiais das cinco modalidades e representando 30 países vão em busca da milionária premiação de 2,7 milhões de euros.

Adestramento brasileiro conta com João Victor Oliva

João Victor Oliva, 21, medalhista pan-americano por equipes e atual campeão sul americano, fará sua estreia em Aachen nessa quinta-feira, 19/7. O cavaleiro que treina na Alemanha é o terceiro brasileiro a competir na modalidade em Aachen. A primeira foi Ingrid Borghoff Troyko em 1972 que conquistou um histórico 2º lugar e, em 2012, Luiza Almeida representou o país no evento que naquele ano tinha o Rio de Janeiro como a cidade parceira, tradição do evento

Resultado Prêmio Stawag com video de Eduardo Menezes

Site oficial CHIO Aachen 2017

CBH com a fonte: CHIO Aachen e Rute Araujo

Luciana Diniz e Winningmood reinam com vitória a 1.55m no Global Champions Tour, em Chantilly

Na sexta-feira, 14/7, Luciana Diniz, amazona olímpica paulista que defende Portugal, montando Winningmood venceu a principal disputa da 10ª etapa do Global Champions Tour 2017, em Chantilly, na França. Dos 47 conjuntos, 12 foram ao desempate a 1.55 metro no percursos idealizado por Uliano Vezzani com 92,000 euros em jogo. Luciana e Winningmood faturaram o 1º posto, sem faltas, em 41s37.

Cenário ímpar com vitória de Luciana e Winningmood; img: Stefano Grasso

Em 2º lugar chegou o campeão olímpico britânico Scott Brash apresentando Hello Senator, sem faltas, 42s84. Com pista lmipa em 43s63, Paris Sellon garantiu o 3º lugar. O brasileiro Yuri Mansur montando Unita Ask fechou com apenas uma falta na 1ª passagem.

Nesse sábado, 15/7, acontece o GP Longines, a 1.60 metro, principal disputa da competição. Para conferir todos os detalhes e assistir ao vivo: acesse o site oficial

Via SHP

 

Paulista Senior 2017 tem vitória de Artemus de Almeida, atual líder do Ranking Brasileiro Senior Top

Fechando a terceira e última semana do Campeonato Paulista de Salto, entre 6 e 9/7, foram 36 os conjuntos em pista concorrendo ao título Senior, a 1.40 metro, e 74, no Paulista Senior Especial, a 1.30 metro, no Clube Hípico de Santo Amaro, entre 6 e 9/7. os Campeonatos Pré-junior, Junior e de Amadores também foram decididos nesse período, e das demais categorias nas duas semanas anteriores. Entre os Seniores, a liderança do início ao fim foi do top Artemus de Almeida, vencedor da primeira parcial, e com pista limpa em nas duas demais provas, representando a Sociedade Hípica de Ribeirão Preto.

Artemus e Una Bella: 100% de aproveitamento

O atual líder o Campeonato Brasileiro Senior Top e medalhista pan-americano montou Premix Una Bell 9 HV, uma holsteiner de 12 anos, que foi campeã sul americana junior 2016 com Victoria Mendonça, treinada por Artemus.

Mais um clique da dupla campeã

Todos os quatro primeiros colocados fecharam o campeonato sem cometer faltas nos obstáculos fechando apenas com os pontos da primeira prova, a caça. O jovem talento Pedro Henrique Arantes Tavora de Matos, sócio santamarense, apresentando Germanico T, garantiu o vice-campeonato com 2,67 pontos perdidos (pp).

Pedro e Germanico T

Já 3ª colocação ficou com o sempre competitivo medalhista pan-americano Cesar Almeida montando Cassino Royale, 2,97, também por Santo Amaro.Em 4º lugar chegou o cavaleiro da Hípica Paulista Alberto Muylaert, o Mula, com C´Est Dorijke, 3,99 pp. Com uma falta no último percurso, o medalhista olímpico Doda Miranda e sua nova montaria Flying High das Umburanas fecharam em 4º lugar, 5,27 pp. Completou o placar na 6ª colocação Bruno Chaves Pessanha montando Transwaal Honnete de Muze, 8,76 pp.

Doda com seu Flying High das Umburanas, um Brasileiro de Hipismo de 9 anos

Na categoria Senior Especial, Fabio Sarti com Mel JC, uma BH de 9 anos de propriedade de Arnaldo Diniz, subiu ao topo do pódio, pela Hípica Paulista, com apenas 1,18 pp, trazidos da prova de caça e sem faltas nas duas demais provas.Sagrou-se vice campeão Luiz Guilherme Afonso Ciampi apresentando Don Camillo van Paemel, também sem cometer faltas, 1.26 pp, pelo Haras Império Egípcio.

O campeão Fabio com Mel JC

Entre 2 e 6/8, na Sociedade Hípica Paranaense, acontece a Campeonato Brasileiro Senior 2017 em suas três categorias: Senior Top, Senior e Senior Especial.

Final Senior

Campeão Artemus de Almeida / Premix Una Bella 9 HV – SHRP – 0 pp
Vice Pedro Henrique Arantes Tavora de Matos / Germanico T – CHSA – 2,67 pp
3º Cesar Almeida / Cassino Royale – CHSA – 2,97 ppp
4º Alberto Assumpção Muylaert / C´Est Dorijke – SHP – 3,99 pp
5º Doda Miranda / Flying High das Umburanas – SHP – 5,27 pp
6º Bruno Chaves Pessanha / Transwaal Honnete de Muze – SHRP – 8,76 pp

Final Senior Especial

Campeão Fabio Sarti / Mel JC – SHP – 1,18 pp
Vice Luiz Guilherme Affonso Ciampi / Don Camillo van Paemel – HIMP – 1,26 pp
3º Luiz Gustavo Godinho / Cassinus Ipiranga – CHTSJ – 1,41 pp
4º Tiago Camargo / Rahmannhof´s Canterburry – SHC – 4,25 pp
5º Raphael Machado Leite / Caroline MN – SHRP – 4,63 pp
6º Francisco José Mesquita Musa / Enjoy da Cabana – HEZ – 4,7 pp

Resultado completo