1ª Etapa do Paulistão 2017 no CHSA define 13 títulos: Jovens Cavaleiros, Masters, Iniciantes e Young Riders

Entre 22 e 25/6 o Clube Hípico de Santo Amaro receb a 1ª de três semanas do Campeonato Paulista de Salto 2017 nas categorias Masters, Jovens Cavaleiros, Young Riders e Iniciantes. As categorias Masters (acima de 40 anos) e Jovens Cavaleiros (12 a 21 anos) são disputadas em quatro alturas: 1, 1.10, 1.20 e 1.30 metro. Salto para Iniciantes também tem quatro alturas: 0.40, 0.60, 0.80 e 0.90 metro. Já a série Young Riders (16 a 21 anos), considerada de alto rendimento e último passo para categoria Senior e Senior Top, é disputada a 1.45 metro de altura.

Neste primeiro final de semana, a competição reúne 414 conjuntos (cavaleiro + cavalo). Entre os Masters, Antonio Manoel Lopes Sanches, campeão do ranking brasileiro, bicampeão brasileiro 2013/14, bicampeão paulista 2015/16 e pentacampeão do ranking paulista, Marco Antonio Frederico, campeão paulista e do ranking master em 2015, e Ricardo Leoni Maffei, campeão do ranking paulista e brasileiro em 2012, estão entre os destaques.

No Paulistão 2017 competem atletas de 8 a 74 anos de idade. São três semanas de competição. Na segunda, entre 29/6 e /2/7, serão definidos os títulos das categorias Mini Mirim, Pré-mirim, Mirim e Cavalos Novos e, finalmente na terceira semana, entre 5 e 9/7, acontecem as disputas das categorias Pré-junior, Junior, Senior e Amadores.

Tudo pronto para o Paulistão no CHSA com provas nas pistas de areia e grama

A competição, entre 22/6 e 9/7, é organizada pela Federação Paulista de Hipismo e conta pontos também para o Troféu Eficiência 2017 (Ranking Paulista). Além disso, os três primeiros colocados de cada categoria formarão a equipe que representará São Paulo no Campeonato Brasileiro de Saltos. O campeão de categoria terá inscrição e estabulagem no Campeonato Brasileiro paga pela FPH.

Patrocinam o Paulista 2017: Divena, Input, Sanol Dog, Vale alimentação animal, Phytoervas, Vanessa Quintiliano, Decathlon.

Acompanhe o placar do Paulista de Masters, Jovens Cavaleiros, Iniciantes e Young Riders
Programação e Inscrições Paulista Mini-mirim, Pré-mirim, Mirim e Cavalos Novos

Programação e Inscrições Paulista Pré-junior, Junior, Senior e Amadores

Entrada franca
Clube Hípico de Santo Amaro
Rua Visconde de Taunay, 508
Estacionamento: R$ 25

Via CHSA

Felipe Amaral com Premiere Finesse é o campeão do Clássico na 1ª Etapa do Ranking Indoor CBH 2017

Fechando as disputas na Sociedade Hípica Paranaense no sábado, 17/8, foi do cavaleiro Felipe Amaral, reserva do Time Brasil na Rio 2016, a vitória no Clássico, a 1.40 metro, segunda prova da 1ª de sete etapas do Ranking Indoor CBH 2017. Montando Premiere Finesse VD Middelstede, Felipe fez duplo zero em 38s22. Na véspera, 16, a dupla também venceu a Copa Ouro, a 1.35 metro. Foi um final de semana especial para Felipe, 26, uma vez que na primeira prova a 1.40, em 15/6, também garantiu o 2º posto com Premiere Babalou Amor.

Dos 16 conjuntos, 12 – dentre os quais quatro sem faltas – foram para a 2ª volta com armação da course-designer internacional Lucia Faria Alegria de Simões. Além de Felipe, outros dois cavaleiros fizeram duplo zero. Marcelo Chirico, jovem cavaleiro top uruguaio que treina em São Paulo – que na quinta-feira, 15, venceu a primeira prova do ranking indoor com Acrobat van T Laar Z – dessa vez, levou QH Baloudarc LF ao 2º posto, em 30s62. Já em 3º lugar chegou o tetracampeão brasileiro senior top Francisco Musa com sua nova montaria Carvazzo CJMen em um segundo percurso cuidadoso com o tempo de 45s54.

Páreo de feras no Clássico Indoor em Curitiba: Felipe, campeão, Marcelo, vice e Musa, 3º ; img: Ruben Martinez – reprodução facebook

Da 4ª à 6ª colocação aparecem José Roberto Reynoso Fernandez Filho com Azrael W, Rafael Ribeiro montando NM Churra e Artemus de Almeida apresentando Cassilero, todos com apenas uma falta na soma dos dois percursos, em 37s67, 38s91 e 49s86.

Concomitantemente, a Sociedade Hípica Paranaense realiza nesse domingo, 18, a final da 3ª e última seletiva da 1ª fase para formação das equipes brasileiras no Sul Americano da Juventude 2017, entre 2 e 8/10, em Buenos Aires. A definição das equipes sai após o Campeonato Brasileiro das categorias de base, entre 20 e 23/7, na Sociedade Hípica Porto Alegrense.

Ranking Indoor CBH 2017

O Ranking Indoor CBH 2017 conta com sete etapas em concursos internacionais e nacionais. A prova preparatória tem chamada mínima de 1,35m (premiação mínima de R$ 10 mil) o o Grande Prêmio, chamada mínima de 1,40m (premiação mínima de R$ 25 mil). A pontuação da prova preparatória tem peso 1 e o Grande Prêmio, peso de 1,5 pontos. Podem ser realizadas etapas em que só será computado o Grande Prêmio com peso 1,5 pontos. Dentre as sete etapas, somente a última não pode ser descartada. Nas demais etapas pode haver o descarte de quatro provas e caso alguma etapa não seja realizada, as suas provas serão consideradas como descartes, remanescendo duas provas a serem descartadas e assim sucessivamente. A cada prova o cavaleiro e/ou amazona precisa indiciar o cavalo com o qual quer concorrer ao ranking. Aguarde a contagem parcial do ranking.

1ª Etapa – CSN Indoor Cidade de Curitiba – 15 a 18 de junho
2ª Etapa – CSN Indoor Porto Alegre – 20 a 23 de julho
3ª Etapa – CSN Indoor Florianópolis – 27 a 30 de julho
4ª Etapa – CSI-W** 40º Cidade Rio de Janeiro – 17 a 20 de agosto
5ª Etapa – CSN Aniversário do CHSA – 06 a 10 de setembro
6ª Etapa – CSI-W** Indoor – SHP – 20 a 24 de setembro
7ª Etapa – Final – CSN Brasilia Indoor – 01 a 03 de dezembro

 

Consulte todos os resultados em Curitiba

Fonte: CBH ; img: Ruben Martinez

Stephan Barcha vence Copa Ouro e Patsy Zurita, o Clássico na Copa Chevaux no Haras Albar

Além da seletiva olímpica da Juventude e FEI World Jumping Challenge vencida por Philip Greenlees foram mais duas as principais disputas no Concurso de Salto Nacional 2ª Etapa Copa Chevaux no Haras Albar, em Campinas, entre 8 e 11/6. No sábado, 10, o cavaleiro olímpico Stephan Barcha foi o vencedor do mini GP / Copa Ouro, a 1.35 metro. Dos 52 conjuntos, 18 foram ao desempate idealizado pelo course-designer internacional Helio Pessoa. Carioca que defende as cores de Brasília Stephan e Chevaux Zilverstone cruzaram a linha de chegada sem faltas em 36s89.

Stephan e Chevaux Zilverstone em salto e registro perfeitos

Para Stephan, as vitórias em parceria com a Chevaux são sempre especiais. “Esse cavalo já ganhou umas 8 provas deste nível com a gente, e eu fico muito feliz e satisfeito de ser esse elo entre a Chevaux e a vitória”, destacou o cavaleiro integrante do Time Brasil na Rio 2016. Outras duas consagradas duplas no circuito nacional garantiram o 2º e 3º posto: o paulista Rafael Ribeiro com Brucce Climber e o mineiro Rodrigo Sarmento apresentando seu Calvorado, pista limpa, em 37s75 e 37s87.

Encerrando a competição no domingo, 11, a jovem amazona Patsy Zurita levou Xindoctro Método à vitória no GP / Clássico, a 1.45 metro, com duplo zero em 41s52.
Dos 28 conjuntos, 12 – seis sem faltas e seis com um derrube – habilitaram-se ao desempate idealizado pelo course-designer internacional Helio Pessoa. José Luiz Guimarães de Carvalho montando Colman Cooper garantiu o vice, duplo zero, em 46s35. Já a 3ª posição ficou com Guilherme Ciampi apresentando Ceratti Chilian, também com dois percursos limpos, em 46s44. Todos os primeiros colocados representando São Paulo.

Patsy com seu Xindoctro Método, BH de 15 anos, que fez carreira na categoria Senior Top com Francisco Musa

“Meu cavalo é sempre incrível e desde o primeiro zero, na primeira volta, nós sabíamos que a nossa chance era fazer um desempate muito rápido,e deu certo”, comemorou a campeã Patsy.

O GP distribuiu R$ 35 mil e tem previsão de retransmissão no Sportv, na próxima quinta, 15, a partir das 14h00.A próxima etapa da Copa Chevaux acontece entre 20 e 22 de outubro, no Brasília Country Club.

Sobre a Chevaux

A Chevaux nasceu da certeza de que é possível fazer mais pelo esporte equestre no Brasil. O objetivo é explorar todo o potencial das modalidades e conquistar cada vez mais visibilidade, mais investimento e mais praticantes. Para superar esse desafio, a estratégia é realizar eventos de alta qualidade, oferecer suporte aos atletas e criar oportunidades para patrocinadores.

Clássico

1º Patsy Zurita / Xindoctro Metodo – FPH – 0/0/41s52
2º José Luiz Guimarães de Carvalho / Colman Cooper – FPH – 0/0/46s35
3º Luiz Guilherme Ciampi / Ceratti Chilan – FPH – 0/0/46s44
4º Stephan Barcha / Chevaux Zilverstone – FHBr- 4/0/40s27
5º Tomas Rossilho / Juice & Toast Elodice Van Het Hellehof TPR – FPH – 4/0/40s30
6º José Roberto Reynoso Filho / Radiator II JMen – FPH – 4/0/40s41

Copa Ouro


1º Stephan Barcha / Chevaux Zilverstone – FHBR – 0/36s89
2º Rafael Ribeiro / Brucce Climber – FPH – 0/37s75
3º Rodrigo Sarmento / Calvorado JMen – FHMG – 0/37s87
4º Luiz Guilherme Ciampi / Kracota Império Egípcio – FPH – 0/38s65
5º José Luiz de Carvalho / California RT – FPH – 0/40s61
6º Bruno Pessanha / ML Golden Girl – FPH – 0/40s91

Resultado completo

Brasil Hipismo com a fonte e fotos Chevaux

Seletiva para Olimpíada da Juventude e FEI World Jumping Challenge movimentam o Haras Albar em Campinas

O Concurso de Salto Nacional 2* e 2ª Etapa Copa Chevaux de Hipismo no Haras Albar, nova entidade de ponta na região de Campinas, entre 8 e 11/6, com provas de 1 a 1.45 metro, já está em pleno andamento. Especialmente para a nova geração do hipismo brasileiro, a programação engloba duas importantes seletivas para os Jogos Olímpicos da Juventude 2018, de 1 a 12 de outubro de 2018 em Buenos Aires, e o FEI World Jumping Challenge 2018, em local e data ainda a serem defindos pela Federação Equestres Internacional.

Phillp Greenlees com Premiere Avignon Z; vencedor da 1ª parcial do FEI World Jumping Challenge

Todas as provas no Haras Albar têm armação do course-designer internacional Helio Pessoa, exceto, as duas provas do FEI World Jumping Challenge – cujos percursos seletivos são os mesmos em todo mundo – e esse ano tem assinatura de Guilherme Jorge, que armou os Jogos Olímpicos Rio 2016. A prova válida como seletiva olímpica da juventude também é a segunda e última seletiva do FEI World Jumping Challenge tem altura de 1.30 metro e será disputada em 2 percursos distintos, no sábado, 10, a partir das 9h00. A seletiva olímpica é aberta a atletas nascidos entre 01 de janeiro de 2000 e 31 de dezembro de 2003 e há somente uma vaga em joge. No FEI World Jumping Challenge o critério é ter idade mínima de 14 anos (a ser completada até 31/12/2017) e que nos últimos 03 três anos em prova internacionais a 1.35 metro ou mais elevadas.

Largada da competição Na última prova dessa quinta-feira, a 1.30 metro, disputada em dois percursos distintos e válida como 1ª parcial do World Jumping Challenge, o placar foi dominado pela nata jovem. Sagrou-se vencedor, Philip Greenlees montando Premiere Avignon Z, com duplo zero, em 62s09. A 2ª posição ficou com Thales Marino montando Balla 12, também com dois percursos sem faltas, 64s45. Na 3ª colocação chegou a amazona Daneli Miron com MD Serenada do Montesc, sem faltas, 67s53.

Nas duas primeiras edições dos Jogos Olímpicos da Juventude de Verão, em Singapura 2010 e Nanquim 2014, a América do Sul foi muito bem representada. Marcelo Chirico, uruguaio que treina no Brasil, levou ouro individual em Singapura e quatro anos mais tarde em Pequim, a amazona paulista Bianca Rodrigues integrou a equipe sul americana medalha de prata.

Outras provas

Pela manhã, o cavaleiro olímpico carioca Stephan Barcha com Zilverstone Chevaux, que defende Brasília, venceu a primeira disputa, a 1.35 metro, sem faltas em 57s30, superando demais 48 conjuntos. Com seu Calvorado JMen, o top de Minas Gerais Rodrigo Sarmento chegou em 2º lugar, 60s80.Na série 1.20 metro, Carmen Negrão do Nascimento com CT Anna Bolena venceu a categoria Amador. Entre os Jovens Cavaleiros, Helois Machado de Carvalho com Xanadu GMS levou a melhor e na categoria Mirim, Leandro Abrahão com com Pouko Louko garantiu o 1º posto.

Stephan Barcha e Chevaux Zilverstone

Agenda

Além da final do FEI World Jumping Challenge e Seletiva Olímpica da Juventude no sábado, 10/6, a partir das 10 horas, as outras principais disputas são a Copa Ouro, a 1.35 metro, no sábado a partir das 15h30, que tem R$ 20 mil em premiação, e no domingo, 11, o Clássico, a 1.45 metro, com início às 14h30, distribui R$ 35 mil. A entrada é franca.
Acompanhe os resultados e ordens de entrada

Entrada Franca
Haras Albar
Estrada municipal Adelina Segantine Cerqueira Leite, s/n,
Chácara São Rafael

Fonte e informações: CBH /fotos: Chevaux / divulgação

Cassio Rivetti papa prova 1.45 metro na abertura do CSIO5* Sopot, na Polônia

Deu Brasil nessa quinta-feira, 8/6, no Concurso de Salto Internacional CSIO5* Sopot, na Polônia. O cavaleiro olímpico Cassio Rivetti, que após sete anos saltando pela Ucrênia voltou a defender o Brasil em dezembro 2016, venceu a prova a 1.45 metro. Montando Lagerfeld, de 11 anos filho de Lauterbach em Calvaro, Cassio, que iniciou sua bem sucedida carreira na Hípica Paulista, fez pista limpa na 2ª fase, em 21s96.

Galope da vitória para Cassio e Lagerfeld

Participaram da disputa, 72 conjuntos dos quais 22 foram para 2ª fase e 15 fizeram pista limpa. Pela Eslováquia, Bronislva Chudyba com Balounesse chegou em 2º lugar, sem faltas, 22s22. A 3ª colocação ficou com o polonês Jaroslaw Skryczynski com Silve Shine, pista limpa, 22s43.

A principal disputa é o GP, a 1.60 metro, no domingo, 11, a partir das 13h45 (fuso local).

Resultado completo.

Fonte: CBH ; foto: divulgação

Carioca Tiago Mesquita fatura GP da Copa São Paulo e Zé Reynoso, tri, é vice

Na final do Concurso de Salto Nacional 46ª Copa São Paulo, mais tradicional evento hípico do país, na Sociedade Hípica Paulista, na tarde desse domingo, 4/6, o carioca Tiago Mesquita montando Baptista foi o grande campeão do GP Troféu Roberto Luiz Joppert. A disputa foi válida pela 3ª de 9 Etapas do Ranking Brasileiro Senior Top e teve premiação total de R$ 80 mil.

Tiago e Baptista a caminho da vitória

Dos 33 conjuntos na 1ª volta, conforme a regra, os 12 melhores – cinco sem faltas e sete com apenas um derrube – habilitaram-se ao desempate idealizado pelo course-designer internacional Helio Pessoa. Até o penúltimo conjunto, a liderança vinha em mãos do tricampeão da Copa São Paulo, o cavaleiro olímpico paulista José Roberto Reynoso Fernandez Filho com seu Maestro St Lois, que registrou um derrube e fez pista limpa na 2ª, em 49s70.

Zé Reynoso com seu Maestro St Lois

Tiago e Baptista, um cavalo sela holandês de 10 anos, dupla que no ano passado bateu na trave com uma falta no último obstáculo e ficou na 7ª posição, precisava apenas zerar e dessa vez cumpriu a missão. Cuidadoso Tiago levou Baptista à vitória com duplo zero, em 60s51.

Merecida comemoração do campeão

“Acho que é muito gratificante ganhar um GP com esse com tanta importância. Já bati na trave várias vezes com 4º, 6º e 7º lugares e, dessa vez, deu tudo certo”, destacou Tiago, 31, que monta em seu Haras Beira Rio, em Itapaiva, e na Sociedade Hípica Brasileira, no Rio. “Quero muito agradecer a Isabel Celso Meira, proprietária do Baptista, que me apoia com bons cavalos e nos concursos há sete anos”, disse Tiago, que foi campeão brasileiro senior em 2010, vice no tradicional GP The Best Jump em Porto Alegre, entre muitas outras conquistas. Ainda no pódio, Zé Reynoso, bicampeão da senior top 2015/2016 e tricampeão da Copa São Paulo 2014/2015/2017, brincou: “foi por pouco, dessa vez o Tiago estragou a minha festa.”

A 3ª colocação ficou com o jovem talento carioca Victor Mariano Luminatti com Homer van de Barlebuis, que fez um derrube na 1ª volta e zerou a 2ª em 40s81.

Victor e Homer van de Barlebuis

Artemus de Almeida com seu Cassilano JMen, dupla que venceu a prova a 1.45 metro na sexta-feira 2/6, ficou em 4º lugar, com uma falta no penúltimo obstáculo, em 51s72, resultado manteve Artemus na liderança do ranking brasileiro Senior Top. O cavaleiro reserva do Time Brasil na Rio 2016 Felipe Amaral com Premiere Carthoes BZ garantiu o 5º posto, um derrube no último obstáculo da 2ª volta, em 52s26. E, finalmente, a 6ª colocação foi para Bruno Chaves Pessanha e Transwaal Allouete van Het, oito pontos, 46s63.

Artemus de Almeida mantém liderança Ranking Brasileiro Senior Top: confira as regras

Após a 3ª de 9 Etapas do Ranking Brasileiro Senior Top, Artemus de Almeida segue líder do ranking brasileior Senior Top agora com 116,50 pontos e Zé Reynoso vem em 2º com 88 pontos. Todas as nove etapas do ranking brasileiro senior top com exceção da 4ª Etapa que culmina com o Campeonato Brasileiro devem obrigatoriamente realizar uma prova preparatória com chamada mínima de 1,45m e o Grande Prêmio com chamada mínima de 1,50m, em que a prova preparatória tem peso 1 na contagem de ponto e o Grande Prêmio, 1.5. No Campeonato Brasileiro Sênior Top 2017 as duas provas têm peso 02 e não podem ser descartadas. Cada etapa tem premiação mínima de R$ 80 mil no Grande Prêmio, e mínima de R$ 15 mil na prova preparatória. A premiação do Campeonato Brasileiro será divulgada em breve. O campeão do ranking brasileiro senior top 2017 também levará um carro O km. A 4ª etapa acontece no Campeonato Brasileiro Senior Top 2017, na Sociedade Hípica Paranaense, entre 3 e 6 de agosto. Esse ano, o Campeonato Brasileiro segue sendo parte do ranking, porém define o campeão brasileiro e as nove etapas o ranking brasileiro senior top.

Artemus e Cassilano JMen, garanhão BH de apenas 10 anos, em franca ascensão

“O Cassilano vem muito constante sempre com boas chances de estar entre os primeiros. Monto ele desde os 5 anos e nossa meta é disputar uma vaga na equipe brasileira nos Jogos Equestres Mundiais 2018 e nos Jogos Panamericanos 2019”, pondera Artemus, vice-campeão brasileiro senior top em 2014 e 3º em 2016.

Ranking Brasileiro Senior Top

4ª Etapa CBS – Campeonato Brasileiro Senior TOP – 03 a 06 de agosto – SHPr – PR
5ª Etapa CSI-W** 40º Cidade Rio de Janeiro – 17 a 20 de agosto – SHB – RJ
6ª Etapa CSN 82º Aniversário do CHSA – 06 a 10 de setembro – CHSA – SP
7ª Etapa CSI-W** Indoor – 20 a 24 de setembro – SHP – SP
8ª Etapa CSN Agromen – 11 a 15 de outubro – Orlandia – SP
9ª Etapa e Final CSN Top Rider – 07 a 10 de dezembro – SHB – RJ

Resultado completo

 

Com  SHP; fotos: Luis Ruas

Show de hipismo na Hípica Paulista na 46ª Copa São Paulo

Está chegando a hora do Concurso de Salto Nacional 4* 45ª Copa São Paulo, mais tradicional evento hípico do país, que agita a Sociedade Hípica Paulista, entre 31/5 e 4/6. Serão disputadas 31 provas, começando pela Copa Nacional de Cavalos, provas para amadores, jovens talentos e a categoria senior top (rendimento máximo) com premiação total de R$ 220 mil. Frente a armação dos percursos na pista de grama, palco das principais provas, está o course-designer internacional Helio Pessoa que tem Rafael Ferrarez como assistente e na pista areia e picadeiro coberto, Carlos Alberto Raposo Lopes, também armador internacional, é o responsável pelos traçados.

Artemus de Almeida com Cassilero JMen, atual líder do ranking brasileiro senior top, em ação na Copa São Paulo 2016

São duas as principais disputas: o Clássico, a 1.40 metro, no sábado, 3/5,com início às 13h30 e R$ 50 mil em jogo, e no domingo, 4/5, o GP Troféu Roberto Luiz Joppert, a 1.50 metro, a partir das 14h30 com R$ 85 mil em premiação. O GP também é válido pela 3ª de 9 etapas do Ranking Brasileiro Senior Top 2017. O líder da competição é o cavaleiro pan-americano Artemus de Almeida, 71 pontos, seguido pelo jovem talento Alberto Sinimbu, 68,5 pontos, e José Roberto Reynoso Fernandez Filho, 66,5 pontos.

O cavaleiro olímpico Zé Roberto Reynoso, que vem de tricampeonato consecutivo no GP da Copa São Paulo 2014/2015/2016 e bicampeonato brasileiro Senior Top 2015/2016, vai competir com Maestro St Lois, de 18 anos e sua montaria em Londres 2012, e Azrael W, 12 anos, na série principal. “Quero fazer o melhor para chegar perto da liderança do ranking brasileiro e, se minha estrela brilhar, conquistar o tetra”, afirma Zé Roberto, 37. Seu pai José Roberto Reynoso Fernandez, o Alfinete (in memoriam), é o maior vencedor na história da competição com o hexacampeonato no GP.

Zé Roberto com Maestro St Lois na conquista do tricampeonato do GP da Copa São Paulo em 2016

O líder do ranking brasileiro Artemus de Almeida tem como principal montaria Casiliano JMen, um cavalo Brasileiro de Hipismo de 10 anos que está em franca ascensão, que foi vice-campeão do GP e 4ª na primeira prova na 1ª etapa do ranking brasileiro Senior Top em Porto Alegre e na 2ª etapa em Curitiba ficou em 4º lugar na primeira prova e no GP. “O Casiliano vem muito constante sempre com boas chances de estar entre os primeiros. Monto ele desde os 5 anos e nossa meta é disputar uma vaga na equipe brasileira nos Jogos Equestres Mundiais 2018 e nos Jogos Panamericanos 2019”, destaca Artemus, vice-campeão brasileiro senior top em 2014 e 3º em 2016.

Já o jovem talento Alberto Sinimbu, que treina com Artemus de Almeida, além de vice líder senior top também vem em 1º lugar e em busca do bi no Hermès Young Talent, disputa para jovens talentos entre 16 e 25 anos concorrendo a uma clínica com o campeão olímpico Rodrigo Pessoa, que chega a 3ª de cinco etapas no Clássico da Copa São Paulo.

Também estarão a postos, os tops da casa José Luiz Guimarães de Carvalho, Bartholomeu Bueno de Miranda, Fabio Sarti, Giulia Scampini, Ana Samaia, o medalhista olímpico Doda Miranda e o vice-campeão brasileiro senior top 2016 e medalhista pan-americano Cesar Almeida, o tetracampeão brasileiro Francisco Musa, o cavaleiro pan-americano Felipe Amaral, entre muitos outros.

Prova Show Knock Down Baume & Mercier e atrações paralelas

No sábado, 3/5, a partir das 18h30, outro ponto alto promete ser a prova show Knock Down, a 1.35 metro, em que após a primeira passagem, os oito melhores conjuntos se enfrentam na 2ª fase, depois os quatro melhores e, finalmente, os dois melhores. O campeão leva um relógio Baume & Mercier e demais classificados do 2º até 8º lugar dividem o prêmio total de 100% das inscrições arrecadadas.

Para as crianças também não vai faltar diversão com área Kids e monitores e direito a passeio em pôneis no sábado e domingo, 3 e 4/6, das 13h00 às 17h00. Também haverá apresentações de adestramento, volteio e atrelagem.

Programação completa

Serviço
46ª Copa São Paulo
31/5 a 2/6
Sociedade Hípica Paulista
Rua Quintana, 206
Entrada Franca
Estacionamento: R$ 25,00

Lucio Osório com o BH Txai R vence 2º GP da temporada no Ranking de Salto SHP

Na tarde desse sábado, 27/5, foram 23 conjuntos os conjuntos que largaram no GP, a 1.40 metro, na 6ª Etapa do Ranking de Salto Sociedade Hípica Paulista. Ao todo, nove habilitaram-se ao desempate idealizado pelo experiente course-designer Gabriel Malfatti com premiação de R$ 40 mil. Lucio Osório com Txai R, um BH filho de Roebel Z em Turandot em plena forma aos 16 anos e de propriedade e criação de Romeu Ferreira Leite Jr, venceu o GP com percurso limpo em 38s39. A mesma dupla também faturou o GP da 4ª Etapa em 23/4.

Lucio Osório com Txai R, BH fillho de Roebel em plena forma aos 16 anos

Sagrou-se vice campeão Bartholomeu Bueno de Miranda, o Totty, com Equus Group Fandango M, um BH filho de Emilion em Corinna M de 8 anos de propriedade de Caio Costa, percurso limpo, 39s55. Totty também garantiu o 3º posto com Equus Group Zippo, pista limpa, 39s27.Aparecem da 4ª à 6ª colocação Francisco Musa com Enjoy da Cabana, sem faltas, 46s84, André Miranda montando Desteny e Ana Samaia com Escadron, ambos com um derrube, em 39s52 e 39s63.

Totty com Fandango M: vice-campeão

Lucio, mineiro de 25 anos radicado em São Paulo, estava satisfeito. “Monto o Txai R há cerca de um ano. Ele é um cavalo experiente e especialista nos GPs, a 1.40 metro. O desempate ficou bom pra ele com curvas favoráveis a seu desempenho. Agora semana que vem na Copa São Paulo, ainda vamos escolher se vamos disputar a série de 1.40 ou 1.50 metro.”

A 6ª Etapa do Ranking SHP segue nesse domingo, 28/5, com mais cinco provas e destaque para o mini GP, a 1.35 metro, com início previsto para as 14h30. Já partir de quarta-feira, 31/5, até domingo, 4/4, a casa recebeu o 46º Concurso de Salto Nacional Copa São Paulo com participação de mais 500 conjuntos de todo o Brasil.

Para assistir a 6ª Etapa do Ranking SHP ao Vivo e conferir Ordens de Entrada e Resultados – clique aqui.

Fonte: SHP com fotos: Luis Ruas

Pedro Paulo Lacerda com Fazenda Alegria Empire é o campeão do Clássico Chevaux em Brasília

O GP Clássico, a 1.45 metro, encerrou o Concurso de Salto Nacional 1ª Copa Chevaux levantando a torcida no Brasília Country Club, nesse domingo, 21/5. Dos 19 conjuntos conjuntos, os 12 melhores na 1ª volta habilitaram-se para o 2º e decisivo percurso na nova pista da casa com armação do course-designer internacional Helio Pessoa. Sagrou-se campeão o cavaleiro top de Minas Pedro Paulo Lacerda que, com Fazenda Alegria Empire, trazendo quatro pontos da 1ª volta e pista limpa na 2ª no ótimo tempo de 46s60, após uma curva arriscada que tirou o fôlego dos torcedores.

Pedro Paulo em ação com Fazenda Alegria Empire

“O Rodrigo Sarmento estava montando um cavalo que é conhecido por ser muito rápido e eu tinha que fazer alguma coisa diferente, resolvi fazer uma curva antes do duplo que foi determinante para a vitória porque nenhum outro cavaleiro tentou essa curva”, explicou Pedro Paulo, que também comentou o traçado da pista. “Estava mais delicado do que forte. Foi uma pista bem característica do Hélio Pessoa, você acha que não tem grandes coisas, mas é bem difícil fazer zero.”

Também pelas cores de Minas Gerais, a premiada dupla Rodrigo Sarmento com seu Calvorado JMen, que fez registrou 4 pontos na 1ª volta e pista limpa na 2ª, em 47s95, garantiu o vice.Em 3º lugar chegou o cavaleiro do interior paulista Saint Clair de Aguiar que montando Loretto fechou com quatro pontos na 1ª volta e zerou a 2ª em 48s34.

Rodrigo e Calvorado JMen

A próxima etapa da Copa Chevaux de Salto acontece entre os dias 8 e 11 de junho, no Haras Albar, em Campinas, no interior paulista. A disputa também culmina com seletivas para o FEI World Jumping Challenge 2018 e a Olimpíada da Juventude 2018. Para conferir o programa – clique aqui.

Vale lembrar que a Copa Chevaux de Salto está em seu segundo ano e, nesta temporada, irá premiar o campeão do ranking com um carro 0km.

Campeão Pedro Paulo Lacerda / Fazenda Alegria Empire – FHMG – 4/0/46s60
Vice Rodrigo Sarmento / Calvorado JMen – FHMG – 4/0/47s95
3º Saint Clair de Aguiar / Loretto – FPH – 4/0/48s34
4º Stephan de Freitas Barcha / Chevaux Unforgettable – FHBR – 0/4/50s29
5º Thiago Rhavy de Sá e Silva / Pomerol TW – FHBR – 0/4/55s78
6º Juliano Joffily Leuman Faleiro / PHBR VDL Capriccio – FHBR – 1/3/68s19

 

Via CBH com a fonte e foto Chevaux

Vitória de Rodrigo Chaves no Clássico e Artemus de Almeida, na Copa Ouro, em Curitiba

Terminou no domingo, 14/5, o Concurso de Salto Nacional e Internacional Cidade de Curitiba, na Sociedade Hípica Parananense, e as duas principais disputas foram a Clássico, a 1.40 metro, e Copa Ouro, a 1.35 metro. Rodrigo Chaves Nunes montando Anaconda JMen, de 9 anos, conjunto campeão paulista senior 2016, sagrou-se campeão do Clássico, sem faltas no desempate em 33s62.

A disputa contou com 55 conjuntos dos quais 20 foram ao desempate entre os quais 10 voltaram a fazer pista limpa no percurso com armação de Vailton Jaci Cordeiro. Montando Lara Império Egípcio, o tetracampeão brasileiro senior Francisco Musa foi vice, em 35s34. Renato Junqueira com Farah Império Egípcio garantiu o 3º posto, 36s98. Todos os três representando São Paulo.

Missão cumprida para Rodrigo Chaves Nunes e demais classificados no Clássico na Sociedade Hípica Paranaense

Montando Quidam Forever, Alberto Sinimbu, 19, foi 4º colocado, resultado que garantiu ao cavaleiro goiano – que estuda em São Paulo e treina em Itu com Artemus de Almeida – a liderança do Hermès Young Talent 2017. A disputa voltada a jovens entre 16 e 25 anos dá direito a uma clínica de 10 dias com o campeão olímpico Rodrigo Pessoa durante o Winter Equestrian Festival, na Flórida, no início de 2018. Em 2016 Alberto também venceu o Hermès Young Talent. As próximas três etapas acontecem no CSN 46ª Copa São Paulo, entre 31/5 e 4/6 na Hípica Paulista, no CSI-W e CSN do Rio de Janeiro, de 17 a 20/8, e a Final do CSI-W e CSN 26º Indoor, na Hípica Paulista, entre 20 e 24/9.

No início da tarde do domingo, 67 conjuntos largaram na Copa Ouro, a 1.35 metro, que teve nada menos que 19 conjuntos no desempate. Sagrou-se vencedor Artemus de Almeida com Chelano, sem faltas, 37s82. O medalhista pan-americano Vitor Teixeira com Andorra Z Império Egípcio foi vice, pista limpa, 38s09, seguido pelo cavaleiro junior Thales Marino com Princess Emily que zerou em 39s07.

Confraternização no pódio da Copa Ouro

Clássico – 1.40m – 14/5
Campeão Rodrigo Chaves Nunes / Anaconda JMen – FPH – 0/33s62
Vice Francisco Musa / Lara Império Egípcio – FPH – 0/35s34
3º Renato Junqueira / Farah Império Egípcio – FPH – 0/36s98
4º Alberto Sinimbu / Quidam Forever – FEHGO – 0/37s32
5º Artemus de Almeida / Cassilero – FPH – 0/37s47
6º Mariana Cassettari / Cehip X-Tra Botupharma – FCH – 0/37s90
Copa Ouro – 1.30 metro – 14/5
Campeão Artemus de Almeida / Chelano – FPH -0/37s82
Vice Vitor Teixeira / Andorra Z Império Egípcio – FPH – 0/38s09
3º Thales Marino / Princess Emily – FPH – 0/39s07
4º Luiza Livonius / CRM Busch van het Prinsenveld – FGEE – 0/39s79
5º Alberto Sinimbu / E- Claire – FEGO – 0/39s81
6º Daneli Miron / Serenade do Montesec – FPH – 0/40s09
Resultado completo.
Com CBH ; fotos: Mundo Hípico